Rússia x Ucrânia

Internacional Deputados russos ratificam anexação de quatro territórios ucranianos

Deputados russos ratificam anexação de quatro territórios ucranianos

Inclusão de Donetsk, Lugansk, Kherson e Zaporizhzhia ao território russo deve passar pelo Senado ainda nesta semana

Agência EFE
Câmara dos Deputados da Rússia ratifica anexação de territórios ucranianos invadidos

Câmara dos Deputados da Rússia ratifica anexação de territórios ucranianos invadidos

YURI KOCHETKOV/EFE

A Câmara dos Deputados da Rússia ratificou nesta segunda-feira (3) os tratados de anexação assinados na última sexta-feira (1º) pelo presidente do país, Vladimir Putin, com os líderes pró-russos das autoproclamadas repúblicas populares Donetsk e Lugansk, assim como as regiões de Kherson e Zaporizhzhia.

As leis foram votadas uma por uma de maneira eletrônica e receberam o respaldo unânime dos legisladores locais, que ovacionaram os resultados alcançados no plenário .

"Esse processo é a continuação lógica da unificação das terras russas que começou em 2014, com o retorno à Rússia da República da Crimeia e da cidade de Sevastopol", disse o ministro das Relações Exteriores do país, Serguei Lavrov, que apresentou os projetos.

Os tratados, que neste domingo receberam o sinal verde do Tribunal Constitucional da Rússia, estabelecem que nessas quatro regiões a língua oficial será o russo, embora se permitirá a adoção do ucraniano, e a moeda oficial será o rublo.

Sophie Ramis, Gabriel Campelo, Emmanuelle Michel/AFP - 29.9.2022

Todos os territórios seguirão com os mesmos nomes, tanto as repúblicas populares de Donetsk e Lugansk como as regiões de Kherson e Zaporizhzhia.

Amanhã será a vez de os tratados serem submetidos ao Senado. Com a provável aprovação, o presidente russo, Vladimir Putin, poderá promulgar a lei.

O chefe de Estado segue os mesmos passos de quando a Rússia anexou, em 2014, a península ucraniana da Crimeia, que também realizou referendo e foi integrada após um processo expresso de anexação.

A integração das quatro regiões obrigará uma emenda ao artigo 65 da Constituição russa, que inclui 85 entes federais, que passarão agora a ser 89.

Mulheres e crianças se desesperam e vão às lágrimas com filas de reservistas recrutados por Putin

Últimas