Internacional Donald Trump acusa Joe Biden de usá-lo para dividir os EUA

Donald Trump acusa Joe Biden de usá-lo para dividir os EUA

Em discurso, presidente dos EUA culpou o político republicano pela invasão do Capitólio, ocorrida em janeiro de 2021

Agência EFE
Donald Trump reagiu ao discurso do presidente Joe Biden sobre a invasão do Capitólio, ocorrida em janeiro de 2021

Donald Trump reagiu ao discurso do presidente Joe Biden sobre a invasão do Capitólio, ocorrida em janeiro de 2021

MICHAEL REYNOLDS/AFP - 06/01/2021

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump afirmou nesta quinta-feira (6) que seu sucessor e atual ocupante do posto, Joe Biden, que mais cedo o havia culpado pelo ataque ao Capitólio, sede do Congresso, ocorrido há um ano, usou seu nome para dividir o país.

"Ele usou meu nome hoje para tentar dividir ainda mais os Estados Unidos", disse Trump em um comunicado.

Na terça-feira (4), ele cancelou uma entrevista coletiva que havia programado para hoje em sua residência em Mar-a-Lago, na Flórida, alegando "parcialidade total" do comitê que investiga o ataque ao Capitólio.

Biden culpou o antecessor por criar uma "teia de mentiras" sobre as eleições de 2020 e incitar seus apoiadores a invadir o Capitólio, complexo em Washington onde fica o Congresso.

"Para ele, o ego ferido é mais importante do que nossa democracia e nossa Constituição", disse Biden, em um discurso no próprio Capitólio, no primeiro aniversário do ataque que deixou cinco mortos e 140 agentes de segurança feridos.

Em resposta, Trump reiterou a acusação de que a eleição presidencial de 2020 – na qual perdeu para Biden – foi "fraudada" e deveria ser discutida.

"Eles escaparam impunes, e isso está levando à destruição de nosso país", afirmou.

O empresário e político alegou que o atual mandatário está destruindo o país com "políticas malucas de fronteiras abertas, eleições corruptas, políticas energéticas desastrosas, mandatos inconstitucionais e devastadores fechamentos de escolas".

O ex-presidente também criticou a imprensa por se referir à acusação de fraude eleitoral como "Grande Mentira".

Segundo pesquisa divulgada hoje pela Fundação Knight, a maioria dos americanos acredita que o ataque ao Capitólio por apoiadores de Trump foi uma expressão ilegítima da liberdade de expressão.

Últimas