Internacional Empresário é novo suspeito de matar presidente do Haiti

Empresário é novo suspeito de matar presidente do Haiti

O haitiano Ashkard Joseph Pierre vive no Canadá e está listado como parceiro do suposto mentor do crime Christian Sanon

Agência EFE
O presidente Jovenel Moise foi morto em um atentado no dia 7

O presidente Jovenel Moise foi morto em um atentado no dia 7

Chandan Khanna/AFP – 07.01.2020

A polícia do Haiti emitiu neste sábado (17) um mandado de busca para um empresário haitiano estabelecido no Canadá como novo suspeito no assassinato do presidente Jovenel Moise, em 7 de julho.

O homem foi identificado como Ashkard Joseph Pierre, considerado muito perigoso e procurado pela polícia sob a acusação de assassinato e assalto à mão armada. Uma porta-voz da polícia confirmou à Agência Efe que Joseph Pierre é procurado no caso do assassinato de Moise e disse que mais detalhes serão fornecidos em uma futura entrevista coletiva.

Leia mais: Entenda a crise política que o país está enfrentando

O empresário está listado como parceiro de outro suposto suspeito do assassinato, Christian Emmanuel Sanon, na International Medical Village, sediada no Texas, de acordo com informações corporativas publicadas na internet. Joseph Pierre também se apresenta em seu perfil profissional nas redes sociais como um funcionário na área comercial do consulado haitiano em Montreal.

Prisões após o atentado

Sanon, que vive nos Estados Unidos e está preso, foi identificado pelas autoridades haitianas como o suposto mentor do crime. Por seu suposto envolvimento na morte de Moise, 18 colombianos, supostos membros do grupo de comando acusados de realizar o ataque, e cinco haitianos-americanos, incluindo Sanon, foram presos até o momento.

Três outros colombianos foram mortos em trocas de tiros com a polícia e cinco estão em liberdade, enquanto mandados de busca e prisão foram emitidos para outros cinco haitianos acusados de envolvimento na organização do atentado.

Últimas