Internacional Enchentes ameaçam patrimônio histórico em Petra, Jordânia

Enchentes ameaçam patrimônio histórico em Petra, Jordânia

A temporada de chuvas no país começou há cerca de um mês e já causou pelo menos 21 mortes. A cidade de Petra é patrimônio histórico

Jordânia

Não há relatos de vítimas das inundações

Não há relatos de vítimas das inundações

Reprodução/ Reuters

Uma enchente provocada por fortes chuvas ameaça os sítios históricos da cidade de Petra, na Jordânia, e provocou a evacuação de milhares de turistas do local.

Uma enxurrada registrada na manhã desta sexta-feira (9) provocou danos no centro da cidade e levou o governo a evacuar 3.500 turistas que visitam o ponto turístico, no Oriente Médio.

A temporada de chuvas e enchentes no país já dura cerca de um mês e causou pelo menos 21 mortes. Fundada em 312 a.C., a cidade de Petra é considerada um patrimônio da humanidade pela Unesco e foi eleita uma das sete maravilhas do mundo moderno. Agora, está ameaçada.

Até o momento não há relatos de vítimas das inundações, causadas por fortes chuvas na região nesta sexta-feira.

Segundo o diplomata jordaniano Ramez Goussous, ex-embaixador de seu país no Brasil, as tormentas que estão se aproximando da região que trazem mais preocupação e podem causar maiores danos.

"É a segunda vez que cai uma tempestade forte em dois meses. Isso é muito raro na Jordânia", explicou. "A previsão é de que a tempestade atinja a capital (Amã) durante a noite."

A repórter Christina Lemos, da RecordTV, divulgou em suas redes sociais vídeos que mostram a força das águas, na cidade histórica de Petra.

Renúncia dos ministros

No último dia 25 de outubro, pelo menos 21 crianças morreram após uma inundação levar um ônibus escolar que estava fazendo uma excursão perto do Mar Morto.

Após o episódio a ministra do Turismo, Lena Annab, e o ministro da Educação, Azmi Mahafzeh, anunciaram suas renúncias ao Rei da Jordânia, Abdullah II.

    Access log