Internacional Espanha suspende festa da Tomatina pelo 2º ano consecutivo

Espanha suspende festa da Tomatina pelo 2º ano consecutivo

Evento é tradicionalmente realizado em Buñol e consiste em uma guerra de tomates que reúne cerca de 20 mil pessoas

  • Internacional | Da EFE

Este será o segundo ano que espanhóis não poderão participar da festa

Este será o segundo ano que espanhóis não poderão participar da festa

EPA/BIEL ALINO

Devido à pandemia de covid-19, a Espanha ficará pelo segundo ano consecutivo sem uma das festas mais conhecidas do país, a Tomatina, evento que reúne anualmente milhares de pessoas de diferentes países em uma batalha campal com tomates no município de Buñol, na província de Valência.

A prefeitura local anunciou nesta quinta-feira (11) a suspensão do evento, no qual as ruas da cidade se tornam um cenário de guerra com tomates maduros como munição. Desde 1976, a celebração ocorre todos os anos na última quarta-feira de agosto.

Leia mais: Tailândia permite que turistas passem quarentena em iates

Entretanto, o governo anunciou que prepara, assim como na edição anterior, novidades digitais para "manter vivo o espírito da batalha pacífica mais internacional".

Em 2020, os organizadores celebraram o festival através de um desafio virtual ou "desafio" que consistia em recriar a Tomatina em casa.

"As novas tecnologias, mais presentes do que nunca na sociedade, permitem através de diversas ferramentas não só ligar as pessoas que anseiam pela celebração da Tomatina, mas também preservar os valores de uma festa aglutinadora, tolerante e alegre", destacou a prefeitura de Buñol em comunicado.

Além dos residentes de Buñol e arredores, esta celebração reunia turistas de Japão, Coreia, Bélgica, Austrália, Estados Unidos, Canadá, Itália, França e Alemanha, entre outros países.

A Tomatina foi declarada Festival de Interesse Turístico Internacional em 2002. Antes da pandemia de covid-19, o evento só tinha sido suspenso uma vez, em 1956, por razões políticas.

Últimas