Garoto de 11 anos tenta se matar após sofrer bullying por ser fã do Pequeno Pônei

Menino foi encontrado pendurado na beliche do quarto

Michael era hostilizado com frequência na escola
Michael era hostilizado com frequência na escola Reprodução/nydailynews.com

Michael Morones, um garoto de 11 anos da Carolina do Norte, dos Estados Unidos, resolveu dar um fim drástico ao bullying que sofria na escola: ele tentou se matar em sua própria casa.

Segundo o diário americano New York Daily News, os pais o encontraram pendurado na beliche do quarto, preso pelo pescoço por uma corda.

Ele está hospitalizado e os médicos dizem que, além de precisar ter a ganganta entubada, Michael poderá ter danos permanentes no cérebro.

O motivo do suicídio foi cruel: Michael sofria constante bullying na escola por ser fã do desenho animado Pequeno Pônei, criado em 1983. Segundo os colegas, o programa só poderia ser apreciado por garotas.

O padastro de Michael, Shannon Suttle, defende o desenho porque ele ensina valores morais às crianças.

A família do garotinho atualmente recebe doações, inclusive internacionais, para ajudar na recuperação da criança.

Após boato de pedofilia, homem inocente é linchado e queimado pelos vizinhos

Menino chinês de 10 anos se suicida por ordem do professor

Seja bombardeado de boas notícias. R7 Torpedos