Grécia dispara gás lacrimogêneo contra migrantes em fronteira

A Grécia descreveu a situação como um 'ataque violento' e disse que manteria os migrantes afastados

Migrantes buscando refúgio

Migrantes buscando refúgio

REUTERS/Marko Djurica

A polícia grega disparou gás lacrimogêneo para afastar centenas de migrantes reunidos em sua fronteira com a Turquia neste sábado (29).

A Grécia - que na melhor das hipóteses mantém relações tensas com a vizinha Turquia e foi a principal porta de entrada para centenas de milhares de requerentes de asilo em 2015 e 2016 - descreveu a situação como um "ataque violento" e disse que manteria os migrantes afastados.

"A Grécia enfrentou ontem uma tentativa organizada, em massa e ilegal, de violar suas fronteiras e resistiu a essa tentativa", disse o porta-voz do governo Stelios Petsas a repórteres.

"O governo fará o que for necessário para proteger suas fronteiras", afirmou, acrescentando que o policiamento nas fronteiras seria reforçado.

 Ancara disse na quinta-feira (27) que não conterá mais centenas de milhares de requerentes de asilo depois que um ataque aéreo à cidade síria de Idlib, devastada pela guerra, matou 33 soldados turcos.