Internacional Hamas anuncia acordo para cessar hostilidades com Israel em Gaza

Hamas anuncia acordo para cessar hostilidades com Israel em Gaza

Surto de coronavírus na Faixa de Gaza pode ser o principal motivo para o acordo, anunciado nesta segunda-feira pelo grupo armado

  • Internacional | Do R7

Surto de coronavírus em Gaza é um dos motivos para o cessar-fogo

Surto de coronavírus em Gaza é um dos motivos para o cessar-fogo

Mohammed Saber / EFE - EPA - 30.8.2020

O grupo armado Hamas anunciou, nesta segunda-feira (31), um acordo para paralisar as hostilidades com as forças de segurança de Israel na Faixa de Gaza. Há quase um mês, os dois lados têm mantido ataques uns contra os outros na fronteira.

Leia também: Contágios locais por coronavírus em Gaza vão de 4 a 80 em apenas 3 dias

O Hamas tem usado foguetes e balões incendiários contra Israel, que retalia com bombardeios. Nesta segunda, o grupo armado disse que o cessar-fogo foi obtido devido às conversas com o enviado Mohammed al-Emadi, do Qatar. 

Acordo para conter pandemia

Em um comunicado, as lideranças do grupo afirmam as negociações servirão para "conter a escalada de violência e parar agressões". A principal motivação do acordo é permitir a entrada de suprimentos médicos e profissionais para atender ao surto do novo coronavírus que tem se intensificado em Gaza.

Segundo a imprensa israelense, o acordo incluiria uma ampliação da ajuda financeira do Qatar às famílias de Gaza, a reabertura das fronteiras com Israel, fechadas há semanas, e um aumento na área do Mediterrâneo em que os barcos palestinos podem fazer pesca, além da liberação da entrada de combustível no território.

O ministro de Defesa de Israel, Benny Gantz, disse antes do anúncio do Hamas que seu país está "disposto a ajudar" os palestinos, desde que seja mantida a paz na região.

Últimas