Internacional Idosa vai passear com cachorro, sofre ataque de jacaré e morre

Idosa vai passear com cachorro, sofre ataque de jacaré e morre

Ataques do réptil são incomuns, mas somam 442 casos desde 1948 na Flórida; 26 pessoas não resistiram aos ferimentos

  • Internacional | Do R7

Jacaré que matou idosa foi capturado nos EUA

Jacaré que matou idosa foi capturado nos EUA

Reprodução/Twitter @JoeShainman

Uma senhora de 85 anos, que passeava com seu cachorro, sofreu o ataque de um jacaré e morreu na última segunda-feira (20), em Fort Pierce, uma cidade localizada na Flórida, nos Estados Unidos. O corpo de Gloria Serge foi recuperado pelas autoridades locais.

O animal tinha cerca de 3 metros de cumprimento e, inicialmente, atacou o cão da idosa, que reagiu para salvar o pet. Foi então que o jacaré iniciou o ataque. O cão resistiu e está bem de saúde.

"O corpo da vítima foi recuperado, e um caçador contratado conseguiu capturar o animal envolvido no incidente", disse, em comunicado, a Comissão de Conservação da Vida Selvagem e de Pesca da Flórida (FWC, na sigla em inglês) ao jornal Miami Herald.

A comissão e o gabinete do xerife do condado de St. Lucie, onde fica a cidade de Fort Pierce, informaram que responderam a uma chamada de emergência para uma mordida de jacaré na comunidade de aposentados de Spanish Lakes Fairways na segunda-feira. No local, vivem pessoas de mais de 55 anos.

Os jacarés aparecem em todos os 67 condados da Flórida, mas eles "raramente mordem pessoas, e as fatalidades de tais ocorrências são raras", de acordo com a FWC.

Desde 1948, apenas 26 das 442 mordidas não provocadas no estado resultaram em morte, de acordo com dados oficiais.

Ataque de jacaré

Segundo a porta-voz do FWA, Arielle Callender, Gloria Serge estava caminhando com o cão ao redor de um lago quando um jacaré de cerca de 3 metros emergiu e avançou contra o pet. A senhora, então, foi puxada para dentro da água.

Na luta corporal, ela tentou afastar o cachorro do réptil, mas acabou se tornando a vítima do jacaré. Inicialmente, os vizinhos não conseguiram identificar a senhora.

Depois de localizar o jacaré na comunidade de aposentados, seis funcionários da FWC colocaram o animal em uma caminhonete.

A comissão de vida selvagem da Flórida recomenda distância de lagos da região, mas, caso haja um ataque, "a melhor coisa a fazer é revidar".

De acordo com as autoridades locais, jacarés e crocodilos são "caçadores oportunistas" e comem presas prontamente disponíveis para eles. Se a presa não for facilmente dominada, "muitas vezes ela se solta e eles recuam".

Últimas