Internacional Israel bombardeia Gaza após lançamento de foguetes pelo Hamas

Israel bombardeia Gaza após lançamento de foguetes pelo Hamas

Horas antes, segundo o Ministério da Saúde palestino, cinco palestinos foram mortos a tiros e pelo menos 85 se feriram em protestos na fronteira

israel, bombardeia, gaza, foguetes, hamas

Israel bombardeia a Faixa de Gaza

Israel bombardeia a Faixa de Gaza

Amir Cohen/Reuters/27-10-18

O IDF (Exército de Defesa de Israel) realizou, na noite desta sexta-feira (26), madrugada do dia 27 em Israel, bombardeios em áreas da Faixa de Gaza após o grupo Hamas ter lançado 16 foguetes sobre a cidade de Sderot. As informações são do jornal israelense The Jerusalem Post.

Horas antes, segundo o Ministério da Saúde palestino, cinco palestinos foram mortos a tiros e pelo menos 85 se feriram em protestos na fronteira de Gaza, que reuniram cerca de 16 mil palestinos na região, de onde foram lançadas granadas, bombas incendiárias e pedras contra as tropas israelenses.

Hamas dispara foguetes e Israel bombardeia Gaza

Helicópteros e aeronaves da IDF atacaram três posições do Hamas no norte da Faixa de Gaza (em região próxima a Jabalia). Segundo informação posterior, vinda de palestinos, também foram alvejados o sul de Rafah, a base naval do Hamas (a oeste da cidade de Gaza) e uma área da cidade de Khan Yunis.

Com informações de que haveria novo bombardeio, a sede do Hamas, na Cidade de Gaza, foi evacuada. Segundo o porta-voz do IDF, a ação visou alvos considerados terroristas pelo governo israelense.

"A IDF agiu com força contra atividades terroristas e está determinada a defender os moradores de Israel e continuará a agir em defesa deles."

Já o braço militar do Hamas, as Brigadas Al-Qassam, ameaçou Israel:

"Al-Qassam está pronto para atacar a Palestina ocupada com milhares de mísseis se a campanha começar."

Israel também foi ameaçado pelas Brigadas Al-Quds, braço militar da Jihad Islâmica, que atua mais na Cisjordânia.

"Apelamos ao povo palestino e anunciamos a eles que, se o inimigo sionista nos atacar, estaremos prontos para a batalha. Não há lugar na Palestina ocupada que nossos mísseis não alcançarão. Mísseis Al-Az, Al-Fajr e Al-Barrak, e o que não descobrimos até agora."

Vídeo: Governo de Israel ergue muro na fronteira com Líbano para impedir ataques