Guerra Israel x Hamas

Internacional Israel derruba míssil e drones disparados por rebeldes pró-Irã no mar Vermelho

Israel derruba míssil e drones disparados por rebeldes pró-Irã no mar Vermelho

Foi a primeira vez que a Força Aérea usou o sistema de defesa Arrow desde o início da guerra com terroristas do Hamas

  • Internacional | Do R7, com AFP e Reuters

Caças israelenses também derrubaram drones que partiram do Iêmen

Caças israelenses também derrubaram drones que partiram do Iêmen

Ammar Awad/Reuters - 07.10.2023

A FAI (Força Aérea de Israel) conseguiu interceptar nesta terça-feira (31) um míssil lançado na região do mar Vermelho em direção à cidade turística de Eilat. Esta foi a primeira vez que o sistema de defesa antiaérea Arrow foi usado desde o início da guerra com os terroristas do Hamas.

Segundo a Força Aérea, o sistema foi capaz de detectar e rastrear o míssil, além de derrubá-lo "no momento e em local operacional ótimos".

Dois drones da mesma região em direção a Israel também foram derrubados por caças israelenses hoje.

"Todas as ameaças aéreas foram interceptadas fora do território israelense. Não foram identificadas infiltrações no território israelense", acrescenta a FAI em comunicado.

A autoria dos ataques foi reivindicada pela milícia rebelde Houthi, do Iêmen, que é apoiada pelo Irã.

"Esses drones pertencem ao Estado do Iêmen", afirmou à agência de notícias AFP Abdelaziz bin Habtour, primeiro-ministro designado pelos rebeldes, que controlam parte do país e enfrentam o governo reconhecido pela comunidade internacional.

Os houthis, assim como o Hezbollah, a Jihad Islâmica e a Resistência Islâmica no Iraque, recebem dinheiro, treinamento e armas da Guarda Revolucionária Iraniana, um braço do Exército iraniano que estrutura milícias na região para defender as suas ideologias e os seus interesses. 

Nos primeiros dias da guerra, Eilat foi o lugar escolhido como refúgio por milhares de israelenses, principalmente devido à localização. Mas o balneário às margens do mar Vermelho não está livre das ameaças terroristas.

Mísseis e drones que partem tanto do Iêmen quanto da Faixa de Gaza têm chegado perto da cidade. Na semana passada, um foguete de longo alcance caiu perto de Eilat, após viajar cerca de 220 km.

Além da própria defesa, Israel conta com o apoio de um navio da Marinha dos Estados Unidos que está no mar Vermelho e também tem interceptado potenciais ameaças aéreas. 

O Pentágono disse que um navio de guerra da Marinha dos EUA interceptou, em 19 de outubro, três mísseis de cruzeiro e vários drones lançados pelo movimento houthi do Iêmen potencialmente em direção a Israel.

O líder houthi do Iêmen, Abdel-Malek al-Houthi, disse em 10 de outubro que, se os EUA intervierem diretamente no conflito de Gaza, o grupo responderá disparando drones e mísseis e adotará outras opções militares.

Últimas