Rússia x Ucrânia

Internacional Macron cita 'preço da liberdade' diante de consequências da guerra na Ucrânia

Macron cita 'preço da liberdade' diante de consequências da guerra na Ucrânia

Presidente francês havia advertido no mês passado que o país deveria se preparar para tempos difíceis

AFP

Resumindo a Notícia

  • Macron pediu nesta sexta-feira aos franceses que aceitem 'pagar o preço da liberdade'
  • Conjuntura se anuncia difícil devido 'ao ataque brutal' da Rússia contra a Ucrânia
  • Presidente francês havia advertido que o país deveria se preparar para tempos difíceis
  • Macron e Putin se mostraram a favor de missão de inspeção da ONU em Zaporizhzhia
Macron pediu aos franceses que aceitem "pagar o preço da liberdade"

Macron pediu aos franceses que aceitem "pagar o preço da liberdade"

Gonzalo Fuentes/Reuters - 18/06/2022

O presidente Emmanuel Macron pediu nesta sexta-feira (19) aos franceses que aceitem "pagar o preço da liberdade", em uma conjuntura que se anuncia difícil, devido "ao ataque brutal" da Rússia contra a Ucrânia.

"Desde o ataque brutal lançado por Vladimir Putin em 24 de fevereiro, a guerra voltou ao solo europeu, a poucas horas de nossas fronteiras", disse Macron, em cerimônia comemorativa de um episódio da 2ª Guerra Mundial.

"Penso em nosso povo, ao qual fará falta firmeza para encarar os tempos que se avizinham, resistir à incerteza, às vezes às adversidades e, unido, aceitar pagar o preço da nossa liberdade e dos nossos valores", acrescentou.

Durante o dia, Macron teve uma conversa telefônica com Putin, em que ambos se mostraram a favor do envio de uma missão de inspeção da ONU à central nuclear ucraniana de Zaporizhzhia, alvo de bombardeios pelos quais os russos e ucranianos se acusam mutuamente.

Macron havia advertido no mês passado, em entrevista à TV francesa, que o país deveria se preparar para tempos difíceis, com risco de cortes de energia e aumento dos preços provocado pela guerra na Ucrânia.

Últimas