Internacional "Mulher empoeirada" fotografada no 11 de setembro morre de câncer de estômago

"Mulher empoeirada" fotografada no 11 de setembro morre de câncer de estômago

Marcy Brothers acreditava que a doença se devia à poeira gerada pelos prédios destruídos

"Mulher empoeirada" fotografada no 11 de setembro morre de câncer de estômago

Marcy Borders teve a doença diagnosticada em abril de 2014

Marcy Borders teve a doença diagnosticada em abril de 2014

Reprodução/ The Independent

A mulher que aparece em uma das fotografias mais famosas e icônicas dos ataques às Torres Gêmeas no dia 11 de setembro de 2001 morreu de câncer no estômago 14 anos depois do atentado. As informações são do The Independent.

Conhecida como "mulher empoeirada", a norte-americana de 42 anos, Marcy Borders, teve a doença diagnosticada em abril de 2014. Ela dizia que tinha desenvolvido câncer de estômago por conta dos efeitos da poeira levantada pelo ataque que matou 2.753 pessoas.

Em entrevista ao jornal norte-americano New Jersey Journal em novembro, ela creditou seu quadro clínico aos ataques.

Os ataques de 11 de Setembro em detalhes

Fofos e corajosos: conheça cães que ajudaram no resgate das vítimas do 11 de Setembro

— Eu continuo perguntando para mim mesma: "Será que essa coisa despertou células cancerígenas em mim?" Eu definitivamente acredito nisso, porque eu nunca tive nenhuma doença. Não tenho pressão alta, colesterol alto, diabetes...

A mulher tabalhava há apenas um mês no 81º andar do World Trade Center One quando os aviões colidiram com o prédio. Apesar das ordens de seu chefe para que continuasse em sua mesa, Borders fugiu do local e conseguiu sair do edifício com vida.

Conheça as revelações da coleção de fitas cassete de Bin Laden

Depois de 11 de Setembro, EUA tiveram oito suicídios de pilotos em voos 

Depois dos ataques, Borders se afundou no alcoolismo e nas drogas, o que fez ela perder a guarda de seus filhos. Depois de passar algum tempo em um centro de reabilitação em 2011, ela se recuperou dos vícios. Após ser diagnosticada com câncer em 2014, Borders iniciou um tratamento para tentar se livrar da doença.

Em sua conta no Facebook, o primo da mulher, John Fronteiras, disse que a mulher "infelizmente sucumbiu às doenças que tomaram seu corpo desde 11/9".

Conheça o R7 Play e assista a todos os programas da Record na íntegra!

    Access log