Internacional Netanyahu receberá mandato para formar novo governo em Israel neste domingo (13)

Netanyahu receberá mandato para formar novo governo em Israel neste domingo (13)

Político voltará ao cargo de primeiro-ministro após vencer eleições legislativas; bloco conservador conquistou 64 cadeiras entre as 120 do Parlamento

AFP

Resumindo a Notícia

  • Líder do partido de direita Likud tem 28 dias para formar seu gabinete
  • Netanyahu pode receber um prazo extra de 14 dias caso seja necessário
  • Nas eleições, ele derrotou o primeiro-ministro cessante, o centrista Yair Lapid
  • Esta foi a quinta eleição em três anos e meio em Israel, um país muito dividido politicamente
Benjamin Netanyahu, dirige-se a apoiantes em Jerusalém

Benjamin Netanyahu, dirige-se a apoiantes em Jerusalém

Menahem Kahana/AFP - 02.11.2022

O ex-primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu, vencedor das eleições legislativas de 1º de novembro, receberá oficialmente no próximo domingo (13) o mandato para formar um governo, anunciou a Presidência nesta sexta-feira (11).

"O presidente do país, Isaac Herzog, concluiu nesta sexta-feira (11) suas reuniões com os representantes dos partidos eleitos" ao Parlamento, indicou a Presidência em nota.

A maioria dos deputados (64) recomendou ao presidente conceder a Netanyahu o mandato de formar o governo. Outros 28 apoiaram seu rival, Yair Lapid, e 28 se abstiveram.

Netanyahu será convocado no domingo à Presidência "para que aceite a tarefa de formar um governo", acrescentou a nota.

O líder do partido de direita Likud tem 28 dias para formar seu gabinete, mas pode receber um prazo extra de 14 dias caso seja necessário.

Junto aos seus aliados ultraortodoxos e de extrema-direita, o bloco conservador de Netanyahu se impôs nas eleições legislativas. Ele conquistou 64 cadeiras, entre as 120 do Parlamento, superando o primeiro-ministro cessante, o centrista Yair Lapid (54 cadeiras).

Esta foi a quinta eleição em três anos e meio em Israel, um país muito dividido politicamente.

O gabinete que será formado por Netanyahu, que foi primeiro-ministro de 1996 a 1999, e de 2009 a 2021, pode ser o mais à direita da história do país.

Últimas