Internacional Operação no Paraguai prende 10 por morte de jornalista brasileiro

Operação no Paraguai prende 10 por morte de jornalista brasileiro

Além dos detidos, ainda foi apreendido um carro, diversas armas e aparelhos celulares, que podem elucidar assassinato de Léo Veras

  • Internacional | Da EFE

Léo Veras foi assassinado em Pedro Juan Caballero no dia 12

Léo Veras foi assassinado em Pedro Juan Caballero no dia 12

Reprodução / Record TV

O Ministério Público do Paraguai anunciou neste sábado (22) que prendeu dez pessoas suspeitas de envolvimento na morte do jornalista Léo Veras, durante uma megaoperação na cidade de Pedro Juan Caballero, na fronteira do Brasil.

Agentes da Polícia Nacional e promotores realizaram buscas em 19 endereços ainda durante a madrugada. Além dos detidos, ainda foi apreendido um carro, diversas armas e aparelhos celulares. 

VEJA TAMBÉM: Arma usada contra jornalista morto em casa é ligada a execuções do PCC

"O veículo Jeep Renegade é de muito interesse para a investigação, porque há elementos importantes que o liga ao homicídio do jornalista", afirmou o promotor Marcelo Pecci, da Unidade contra o Crime Organizado, à agência de notícias IP.

Jornalista foi morto em Pedro Juan Caballero

Léo Veras, que mantinha um site sobre notícias policiais em português e espanhol e era muito conhecido no Mato Grosso do Sul, foi morto no último dia 12, em Pedro Juan Caballero, cidade em que vivia e que faz divisa com Ponta Porã.

Segundo a polícia, o brasileiro foi atingido no quintal de casa por cerca de 12 tiros de pistola 9 milímetros, sendo que um dos disparos acertou a cabeça da vítima, que ainda tentou fugir.

Veras chegou a ser encaminhado para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.

Últimas