Rússia x Ucrânia

Internacional Parlamento ucraniano vota a favor de demitir o chefe do serviço de segurança e da Procuradoria-Geral

Parlamento ucraniano vota a favor de demitir o chefe do serviço de segurança e da Procuradoria-Geral

Presidente Volodmir Zelenski pediu a destituição de Irina Venediktova e Ivan Bakanov sob a suspeira de traição

AFP
Volodmir Zelenski pediu a demissão do chefe do serviço de segurança e da Procuradoria-Geral

Volodmir Zelenski pediu a demissão do chefe do serviço de segurança e da Procuradoria-Geral

Sergei Supinsky / AFP

O Parlamento ucraniano votou nesta terça-feira (19) a favor de destituir  do chefe do serviço de segurança (SBU) e da Procuradoria-Geral, a pedido do presidente Volodmir Zelenski, de acordo com vários deputados.

"O Parlamento votou para demitir de suas funções Irina Venediktova, no cargo de procuradora-geral", escreveu no canal do Telegram o parlamentar David Arakhamia. Outros deputados também confirmaram a destituição do chefe do SBU, Ivan Bakanov.

A saída de Bakanov, um amigo de infância do presidente, foi aprovada por 265 parlamentares contra um mínimo exigido de 226, enquanto a de Venediktova foi adotada por 264, informaram os deputados Oleksii Gontcharenko e Iaroslav Jelezniak, também no Telegram.

Seus substitutos foram anunciados no domingo (17) à noite pelo chefe de Estado, que criticou seus antecessores por seus esforços insuficientes no combate aos espiões russos e colaboradores de Moscou, que lançou uma ofensiva contra a Ucrânia em 24 de fevereiro.

Além disso, Zelenski anunciou na segunda-feira (18) "uma revisão dos cargos" no SBU, depois que ao menos três altos funcionários desta organização foram suspeitos de alta traição nos últimos meses. 

"Todos esperavam" dos funcionários demitidos "resultados mais tangíveis" na "limpeza de colaboradores e traidores" infiltrados em suas estruturas, disse na segunda-feira o vice-chefe da administração presidencial, Andrii Smirnov.  

Últimas