Internacional Por falta de provas, MP manda soltar empresário suspeito de matar modelo brasileira

Por falta de provas, MP manda soltar empresário suspeito de matar modelo brasileira

Homem continuará ligado à investigação, mas em liberdade; vítima morreu após cair da janela do apartamento dele, no sexto andar

  • Internacional | Do R7

Francisco Valiente, de 52 anos, havia sido detido pela morte de Emmily Rodrigues, de 26 anos

Francisco Valiente, de 52 anos, havia sido detido pela morte de Emmily Rodrigues, de 26 anos

Reprodução: Redes sociais

O Ministério Público determinou, nesta quarta-feira (19), a soltura do empresário argentino Francisco Valiente, de 52 anos, que havia sido detido pela morte da modelo brasileira Emmily Rodrigues, de 26 anos, por falta de provas. A informação foi confirmada pelo advogado de Valiente, Rafael Cúneo Libarona, à rede de notícias argentina TN.

Segundo Libarona, a decisão veio após a análise das provas que foram apresentadas ao caso. Ele afirmou que o empresário continuará ligado à investigação, mas em liberdade.

O advogado confirmou a informação de que grandes quantidades de drogas e álcool foram consumidas no apartamento onde a brasileira estava. Ele diz que Valiente estava "lúcido" o tempo todo, embora também tenha consumido.

De acordo com o jornal argentino Clarín, uma autópsia realizada no corpo de Emmily revelou que ela teria feito uso de cocaína rosa, uma droga alucinógena bastante diferente da cocaína comum. Valiente nega que tenha dado droga à brasileira, mas reconheceu que a substância era dele e admitiu também ter feito uso do alucinógeno. Outras mulheres que estavam na residência confirmaram que houve consumo de bebidas alcoólicas e da cocaína rosa.

Testemunhas relatam que Emmily teve uma discussão com Valiente, e vizinhos chegaram a escutar pedidos de socorro feitos pela brasileira. No dia seguinte, um morador ligou para a polícia e reportou um corpo no térreo. A jovem foi resgatada ainda com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital.

Últimas