Internacional Presidente do México diz que país é mais seguro que os Estados Unidos

Presidente do México diz que país é mais seguro que os Estados Unidos

Declaração de Andrés Manuel López Obrador aconteceu depois que Washington desaconselhou o turismo em áreas mexicanas

Agência EFE
Resumindo a Notícia
  • O presidente do México disse que o país é mais seguro que os Estados Unidos.

  • López Obrador fez a declaração depois que Washington desaconselhou visitas ao México.

  • No início deste mês, quatro americanos foram sequestrados no México.

Presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, durante coletiva de imprensa

Presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, durante coletiva de imprensa

Isaac Esquivel/EFE - 13.3.2022

O presidente Andrés Manuel López Obrador disse nesta segunda-feira (13) que o México é mais seguro para viajar do que os Estados Unidos, depois que o Departamento de Estado americano emitiu alertas aos cidadãos para que não visitem algumas cidades mexicanas.

"O México é mais seguro que os Estados Unidos, e não há problema em viajar pelo México com segurança, mas os cidadãos americanos também sabem disso, e nossos compatriotas que estão lá sabem, estão bem informados", disse López Obrador.

O presidente mexicano referiu-se assim aos alertas emitidos pelo Departamento de Estado americano sobre o deslocamento a seis estados mexicanos, sobretudo depois do sequestro, na semana passada, de quatro americanos, dos quais dois foram mortos, na cidade fronteiriça de Matamoros, em Tamaulipas.

O sequestro ocorreu em meio a uma onda de violência em Tamaulipas, estado que é palco de uma disputa entre cartéis de drogas e que os Estados Unidos classificam no nível 4 em alerta de segurança, razão pela qual os cidadãos são desaconselhados a viajar para lá.

López Obrador negou que o México seja um país inseguro e disse que nos últimos anos cada vez mais americanos estão indo morar na Cidade do México.

Além disso, considerou os alertas como "uma campanha" contra o México e acusou os políticos "conservadores" dos Estados Unidos de não quererem que o país continue a se transformar.

“Aqueles políticos conservadores dominam, esse é um problema que vocês têm, a mídia. A maior parte dos meios de informação dos Estados Unidos estão a serviço de grupos de interesse criados naquele país, estão sob o controle de grupos econômicos e políticos”, comentou.

López Obrador declarou ainda que essas advertências para não viajar ao México são uma questão "política" e garantiu que o que os americanos querem criar é uma percepção de insegurança, "para dizer: o governo populista, comunista, caudilho, messiânico de López Obrador não funciona".

Por fim, o presidente afirmou que nos Estados Unidos não se fala em cartéis de drogas e ironizou a distribuição delas no país: “É uma rede invisível, não tem traficantes lá. Como a droga chega ao jovem? Quem a vende? Ou é só aqui?”, questionou.

Últimas