Internacional Putin: Otan participa da guerra na Ucrânia ao enviar armas e tanques

Putin: Otan participa da guerra na Ucrânia ao enviar armas e tanques

Presidente diz que Ocidente tem 'apenas um objetivo: separar a ex-União Soviética e sua parte principal, a Federação Russa'

AFP
Ucrânia reage à invasão russa com foguete na região de Kharkiv, no sudeste do país

Ucrânia reage à invasão russa com foguete na região de Kharkiv, no sudeste do país

Anatolii Stepanov/AFP – 25.2.2022

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, acusou neste domingo (26) os países-membros da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) de participação no conflito na Ucrânia, com o fornecimento de armas a esse país, e insistiu que o Ocidente deseja destruir a Rússia.

"Estão enviando dezenas de bilhões de dólares em armas à Ucrânia. Isso é realmente participação", afirmou Putin, em uma entrevista ao canal Rossiya-1 exibida hoje.

"Isso significa que estão participando, embora de forma indireta, dos crimes executados pelo regime de Kiev", disse Putin.

O presidente russo considera que os países ocidentais "têm apenas um objetivo: separar a ex-União Soviética e sua parte principal, a Federação Russa".

"Só então eles talvez nos aceitem na chamada família de povos civilizados, mas apenas separados, cada parte de modo separado", acrescentou.

Putin concedeu a entrevista após um evento patriótico organizado na quinta-feira em Moscou, na véspera do aniversário de um ano do início da ofensiva militar russa contra a Ucrânia.

Na entrevista, o presidente russo reiterou seu apelo por um mundo multipolar e afirmou que não tem dúvida de que isso vai acontecer.

"Agora que as tentativas [dos Estados Unidos] de reconfigurar o mundo à sua própria semelhança — após a queda da União Soviética — levaram a essa situação, somos obrigados a reagir", concluiu.

Últimas