Internacional Rússia rejeita ideologia de guerra nuclear, afirma agência local

Rússia rejeita ideologia de guerra nuclear, afirma agência local

EUA disse que não havia evidência de planejamento russo para o uso de armas nucleares táticas, mas risco não pode ser ignorado 

  • Internacional | Do R7, com Reuters e AFP

Membro do serviço de tropas pró-Rússia trabalha em Mariupol

Membro do serviço de tropas pró-Rússia trabalha em Mariupol

Alexander Ermochenko/Reuters - 19.05.2022

O vice-ministro russo das Relações Exteriores Sergei Ryabkov disse nesta quarta-feira (15) que Moscou rejeita a ideologia de uma guerra nuclear limitada, e quaisquer acusações contrárias por parte do Ocidente são infundadas, de acordo com a agência de notícias RIA.

O diretor da Agência Central de Inteligência dos EUA, William Burns, disse no mês passado que a comunidade de inteligência não via nenhuma evidência prática de "planejamento russo para um desdobramento ou mesmo uso de armas nucleares táticas", mas disse que o Ocidente não podia ignorar o risco de que a Rússia poderia usar os armamentos.

Os princípios oficiais russos sobre mobilização militar permitem o uso de armas nucleares se elas --ou outros tipos de armas de destruição em massa-- forem usadas contra a Rússia, ou se o país enfrentar uma ameaça existencial vinda de armas convencionais.

O exército russo afirmou nesta quarta-feira (15) que destruiu um depósito de armas fornecidas por países da Otan no oeste da Ucrânia.

O ministério russo da Defesa anunciou que a destruição ocorreu com o uso de mísseis de cruzeiro Kalibr de alta precisão e que o depósito estava localizado perto de Zolochiv, na região de Lviv, próxima à Polônia.

Últimas