Internacional Se Trump taxar vinhos franceses, UE 'responderá', diz Tusk

Se Trump taxar vinhos franceses, UE 'responderá', diz Tusk

Presidente do Conselho Europeu justificou a afirmação dizendo que todos os países membros da União Europeia podem contar 'com a nossa lealdade'

Se Trump taxar vinhos franceses, UE 'responderá', diz Tusk

UE responderá taxas dos EUA 'do mesmo modo'

UE responderá taxas dos EUA 'do mesmo modo'

Christian Hartmann/Reuters - 24.8.2019

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, advertiu neste sábado (24) que se os Estados Unidos impuserem tarifas sobre os vinhos da França, a União Europeia "responderá do mesmo modo" para defender o país membro.

"Apesar de a última coisa de que precisamos é confronto, especialmente com nosso melhor aliado, os Estados Unidos, temos que estar preparados para esse cenário", afirmou Tusk em entrevista coletiva antes do começo da cúpula do G7 em Biarritz, na França.

A ameaça do presidente americano, Donald Trump, de impor tarifas ao vinho francês foi feita após a aprovação, pela França, da chamada "taxa Gafa" (acrônimo que se refere a Google, Apple, Facebook e Amazon), que obriga cerca de 30 companhias de tecnologia que prestam serviços no país a pagarem um imposto de 3% sobre suas receitas.

"A França pode contar com a nossa lealdade e de todos os países membros", declarou Tusk, que considerou "justificada" a taxa imposta pela França.

Além disso, o polonês lembrou que a próxima presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, incluiu a questão envolvendo a França em sua agenda, "não só por solidariedade" ao país, mas por pensar de forma semelhante.

Para Tusk, é urgente "pôr fim às guerras comerciais", já que "levarão a uma recessão" mundial.

"Se Trump usa tarifas e sobretaxas como um instrumento político por diferentes razões políticas, essa confronto pode ser muito arriscado para todo o mundo, incluindo a UE", ressaltou.