Internacional Suécia anuncia ajuda de R$ 478 milhões à Ucrânia

Suécia anuncia ajuda de R$ 478 milhões à Ucrânia

Valor será dividido entre auxílio econômico e militar; país também doará cerca de R$ 49 milhões para a segurança civil

AFP

Resumindo a Notícia

  • Suécia anunciou um novo pacote de ajuda à Ucrânia, totalizando o equivalente a R$ 478 milhões
  • Valor será dividido entre auxílio econômico e militar
  • Suécia também doará cerca de R$ 49 milhões para a segurança civil, por sua própria agência
  • Ajuda militar consistirá em mísseis antinavio, lançadores antitanque, munições e fuzis
Suécia quebrou sua posição tradicional e já ajudou a Ucrânia duas vezes

Suécia quebrou sua posição tradicional e já ajudou a Ucrânia duas vezes

Pixabay

A Suécia anunciou um novo pacote de ajuda à Ucrânia, totalizando 1 bilhão de coroas, o equivalente a R$ 478 milhões, divididos em ajuda econômica e militar.

"Atualmente, estamos vendo uma nova fase da invasão na qual a Rússia está concentrando suas forças nas regiões leste e sudeste da Ucrânia, e a Ucrânia pediu ajuda em vários campos", disse o ministro da Defesa, Peter Hultqvist, em entrevista coletiva conjunta com o ministro das Finanças, Mikael Damberg.

Damberg disse que a Suécia doará 587 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 289 milhões) ao fundo militar do banco central ucraniano, 60 milhões de coroas (mais de R$ 29 milhões) ao fundo de ajuda da Otan à Ucrânia e ajuda militar no valor de 262 milhões de coroas (por volta de R$ 129 milhões).

A Suécia também doará 100 milhões de coroas (cerca de R$ 49 milhões) para a segurança civil, por meio de sua própria agência.

A ajuda militar consistirá em mísseis antinavio, uma versão modificada do sistema de mísseis Hellfire, bem como 5.000 lançadores antitanque, munições e fuzis semiautomáticos.

"Equipamento eficiente para o que a Ucrânia pediu", disse Hultqvist.

A Suécia já apoiou a Ucrânia duas vezes desde o início da invasão, em 24 de fevereiro, quebrando sua posição tradicional de não enviar armas a países em guerra.

Últimas