Internacional Ucrânia estima danos causados ​​pela Rússia em mais de R$ 445 bi

Ucrânia estima danos causados ​​pela Rússia em mais de R$ 445 bi

Ministro da Infraestrutura ucraniano, Oleksandr Kubrakov, espera reconstruir a estrutura do país em até dois anos

Agência EFE
Governo da Ucrânia está construindo ponte provisória sobre o rio Irpin

Governo da Ucrânia está construindo ponte provisória sobre o rio Irpin

Yasuyoshi Chiba/AFP - 19.4.2022

O governo da Ucrânia informou nesta quarta-feira (27) que a Rússia causou danos em sua infraestrutura avaliados em cerca de 90 bilhões de dólares (R$ 446 bilhões) desde o início da invasão, em 24 de fevereiro.

O ministro da Infraestrutura da Ucrânia, Oleksandr Kubrakov, disse na reunião do Congresso de Autoridades Locais e Regionais, da qual o presidente Volodimir Zelenski participou, o valor aproximado dos danos como resultado da guerra.

Em vídeo divulgado esta noite pelo site presidencial, o ministro esclarece que se trata de infraestruturas ferroviárias, rodoviárias e de pontes, e acrescentou que “o objetivo ambicioso é reconstruir a infraestrutura em um ou dois anos”.

A reunião desta quarta-feira destinava-se a debater o funcionamento do Estado durante a guerra e foi realizada por videoconferência.

Esta é a primeira reunião do Congresso durante a guerra em larga escala da Rússia contra a Ucrânia, de acordo com o comunicado oficial.

Os participantes discutiram o Plano de Reconstrução da Ucrânia pós-guerra, bem como a criação de condições de vida confortáveis ​​para todos aqueles que foram forçados a deixar sua casa devido à guerra e, em particular, como fornecer moradia aos imigrantes.

O vice-chefe do gabinete presidencial, Kyrylo Tymoshenko, disse que se pretende criar um banco de dados das necessidades de todos os assentamentos na Ucrânia. De acordo com Tymoshenko, hoje o Estado tem que fornecer quase 600 mil apartamentos para acomodar os deslocados.

Dada a dimensão das necessidades, optou-se pela abordagem de construir do zero, bem como pela compra de apartamentos já prontos.

Por sua parte, Zelenski pediu que se adotem todas as alterações necessárias nos regulamentos para que novas casas sejam construídas com abrigos antiaéreos e casas antigas sejam equipadas de acordo com as necessidades de segurança pública.

Zelenski também estabeleceu a tarefa de preparar planos para a reconstrução de cidades, vilas e comunidades afetadas pela invasão russa.

"Haverá uma combinação de finanças, especialistas e tecnologia, que nossos parceiros simplesmente passarão para nós. Precisamos de um plano claro e ambicioso para envolvê-los neste projeto, para que nos deem seus arquitetos e nós os conectemos com nossos especialistas", declarou o presidente, pedindo que não se espere o fim da guerra para pôr esse plano em prática.

Últimas