Ultradireitista 'Macho' Camacho se candidata à presidência na Bolívia

Líder da oposição renunciou à presidência da organização Comitê Pró Santa Cruz, que tem falas racistas e anti indígenas, na sexta-feira (29)

Camacho anuncia candidatura à presidência

Camacho anuncia candidatura à presidência

Carlos Garcia Rawlins/ Reuters - 10.11.2019

Líder da oposição na Bolívia, o ultradireitista Luis Fernando Camacho anunciou que vai concorrer às eleições presidenciais. O anúncio foi dado pelo Twitter, aonde postou uma foto a carta de renúncia da presidência do Comitê Pró Santa Cruz.

“Presidir esta instituição é um sonho de toda a vida (...), mas tenho que abandoná-lo por outro sonho, outro anseio mais forte: ser presidente da República da Bolívia e poder servir com todas as minhas forças para ver a minha pátria próspera, unida e livre”, disse.

O Comitê Pró Santa Cruz é uma organização cívica com falas racistas e anti indígenas. “Macho” Camacho, como é conhecido, é famoso por dar declarações racistas e com embasamento religioso.

Camacho organizou os protestos de oposição contra Evo Morales, que renunciou depois que sua reeleição não foi reconhecida pela oposição e gerou protestos populares pela Bolívia. Camacho viajou para La Paz com uma Bíblia e uma carta de renúncia para Evo assinar, mas não foi bem-sucedido na empreitada.