Internacional Venezuela: Grupo de Lima não reconhece legitimidade de eleição

Venezuela: Grupo de Lima não reconhece legitimidade de eleição

Países como Brasil, Argentina e Chile concordaram em reduzir relações diplomáticas com a Venezuela após Maduro ser reeleito

Países não reconhecem legitimidade de eleição na Venezuela

Países reduziram relações diplomáticas com Venezuela

Países reduziram relações diplomáticas com Venezuela

Reuters/Carlos Jasso/20.5.2018

O Grupo de Lima, formado por mais de uma dezenas de países das Américas, não reconhece o resultado das eleições realizadas no domingo na Venezuela, disse o grupo em comunicado nesta segunda-feira (21).

Os governos de Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia não reconhecem a legitimidade do processo eleitoral que teve lugar na República Bolivariana da Venezuela, afirmou o grupo em comunicado.

Os integrantes do Grupo de Lima concordaram em reduzir o nível de suas relações diplomáticas com a Venezuela após a eleição e chamar para consultas seus embaixadores em Caracas.

O grupo de países também decidiu apresentar uma nova resolução à Organização dos Estados Americanos (OEA) sobre a situação da Venezuela, depois que o presidente Nicolás Maduro foi reeleito em uma votação polêmica e marcada por denúncias de fraudes.

    Access log