Internacional Viúva que virou inspiração após lançar livro pode ter matado o marido 

Viúva que virou inspiração após lançar livro pode ter matado o marido 

Vítima morreu após tomar drink preparado pela esposa e peritos encontraram sinais de envenenamento

  • Internacional | Larissa Crippa*, do R7

Resumindo a Notícia

  • Mãe americana que publicou livro sobre luto virou suspeita da morte de marido.
  • Autópsia do corpo revelou envenenamento por via oral; mulher serviu último drink de vítima.
  • Polícia descobriu conversas de mãe pedindo 'drogas pesadas' que podem ter ido em bebida.
  • Julgamento acontecerá no dia 19 deste mês; vítima deixou três filhos pequenos.
Kouri serviu um Moscow Mule para Eric, que começou a passar mal momentos depois da ingestão

Kouri serviu um Moscow Mule para Eric, que começou a passar mal momentos depois da ingestão

Reprodução Facebook/Kouri Richins

Uma mãe de Utah, nos Estados Unidos, ficou conhecida ano passado, depois de publicar um livro infantil que falava sobre lutos.

Na história, Kouri Richins e suas três crianças expressam sentimentos que enfrentaram após a morte de Eric Richins, marido da autora e pai dos meninos.

O falecimento repentino, que parecia não ter explicação, foi descrito como um fardo doloroso para a família. Em suas redes, Kouri postava fotos e declarações para Eric. Porém, na última segunda-feira (8), a mulher foi presa sob acusação de homicídio qualificado e posse de substâncias ilícitas.  

Segundo o portal NBC News, uma investigação concluiu que uma overdose de fentanil (medicação para dor) matou Eric, e que a droga entrou em seu corpo por via oral.

No depoimento do dia da morte, Kouri disse que comemorava conquistas profissionais com o marido, e que serviu um drink chamado Moscow Mule, feita com vodca. Um tempo depois, percebeu que Eric estava 'gelado' e ligou para a emergência. Apesar de tentativas de ressucitação, ele não resistiu. 

As autoridades também apuraram que Kouri estava em contato com um traficante da região, e fez uma transferência de 900 dólares (aproximadamente R$ 4.460) por drogas 'pesadas' na véspera da morte do marido. Na mensagem, ela pediu 'algo mais parecido com o que Michael Jackson usava', o cantor americano morreu de overdose em 2009.

O inquérito também acrescentou testemunhas amigas de Eric, que afirmaram que a vítima já tinha mencionado estar suspeitando do comportamento de sua esposa, revelando, inclusive, a sensação de que tinha sido envenenado uma vez, porque ficou muito doente sem motivo.

O julgamento acontecerá no dia 19 deste mês e os envolvidos estão tratando o caso com calma e sigilo por conta dos filhos do casal, ainda crianças. 

Fotos: milhares de imigrantes tentam chegar aos EUA, com a proximidade do fim do Título 42

Últimas