Minas Gerais Advogado é condenado a 14 anos de prisão por tentativa de feminicídio

Advogado é condenado a 14 anos de prisão por tentativa de feminicídio

Homem deu socos, chutes e pisões na ex-namorada após o término do relacionamento; condenado alegou alcoolismo e uso de remédios

  • Minas Gerais | Célio Ribeiro*, do R7

Advogado agrediu a ex-namorada em 2017

Advogado agrediu a ex-namorada em 2017

Reprodução / Redes Sociais

O advogado criminalista Demétrio Antônio Vargas de Mattos foi condenado a 14 anos de prisão em regime fechado pela tentativa de feminicídio contra a ex-namorada, em 2017. A decisão foi definida no final da noite desta sexta-feira (28), por júri popular.

Durante o julgamento, Mattos se defendeu alegando "ter problema de incapacidade no autocontrole". Segundo o acusado, o motivo das agressões foi o término do relacionamento.

— Ela me disse que estava saindo com outra pessoa, ali eu comecei a agredí-la. Eu estava alcoolizado e tinha tomado remédio.

A defesa do acusado ainda apresentou um documento afirmando que as lesões geradas por Mattos não resultaram em perigo de vida da vítima. O réu também alegou que não tinha a intenção de matar e estava arrependido.

Veja: Polícia prende mãe e padrasto suspeitos de abuso sexual em Minas

Mattos foi condenado por tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel, feminicídio e impossibilidade de defesa da vítima. O réu continua preso e permanecerá detido, mas a decisão ainda cabe recurso.

Relembre o caso

Após terminarem o namoro, o advogado criminalista foi ao apartamento da vítima para pegar alguns objetos. Quando a mulher chegou à portaria do prédio, foi recebida com agressões.

A vítima foi atingida com chutes, socos e pisões por todo o corpo e cabeça, tendo um total de 31 lesões pelo corpo. O espancamento só terminou após a chegada de vizinhos. Enquanto a vítima era socorrida, o homem fugiu.

A mulher ficou internada durante duas semanas. O agressor foi preso quatro dias após o crime e, durante todo o processo, afirmou que o alcoolismo o teria feito perder o controle. O homem também é suspeito de espancar outras quatro namoradas.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Daniela Fernandes.

Últimas