Minas Gerais Alunos de escolas estaduais voltam ao ensino presencial em BH

Alunos de escolas estaduais voltam ao ensino presencial em BH

Atividades foram retomadas, nesta segunda-feira (12), nas cidades que fazem parte da onda vermelha do Minas Consciente

  • Minas Gerais | Regiane Moreira, da Record TV Minas

Cerca de 32 mil alunos retornam às salas de aula

Cerca de 32 mil alunos retornam às salas de aula

Reprodução / Freepik

Cerca de 32 mil alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental das escolas estaduais retornaram às aulas presenciais nesta segunda-feira (12) em Minas Gerais. Os estudantes são das 751 cidades do Estado que estavam na onda vermelha. Entre elas, Belo Horizonte.

De acordo com a subsecretária de desenvolvimento de educação básica, Izabella Cavalcante, o retorno é híbrido e gradual.

— Não retornamos com todos os anos de escolaridade. Iniciamos do 1º ao 5º ano e vamos ampliando a adesão a cada 14 dias. Os estudantes têm uma semana de atividade presencial e uma semana de atividade remota.

Outras 153 escolas estaduais, de 26 municípios, que já haviam retomado as atividades para os anos iniciais, ampliam as atividades nesta semana. Eles passam a receber os alunos do 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio nas cidades que estão nas ondas verde e amarela. De acordo com a subsecretária de desenvolvimento de educação básica, Izabella Cavalcante, o retorno é híbrido e gradual.

Veja também: MG anuncia aulas presenciais em cidades na "onda vermelha"

— Nós priorizamos os estudantes que estam em alguma etapa de conclusão de escolaridade, como o 9º ano do ensino fundamental e o 3º ano do ensino médio. Nosso objetivo é garantir mais oportunidade para que eles concluam esse ciclo e tenham mais oportunidades a partir daí.

O retorno às aulas presenciais acontece em meio à greve dos professores da rede estadual que, segundo o sindicato, segue até o dia 17 de julho. O SindUte afirma que não há condições favoráveis para o retorno neste momento, mas a secretaria de Estado de Educação nega. Ela afirma que todos os protocolos estão sendo seguidos para garantir a segurança de alunos e servidores e ressalta que, desde o retorno das atividades, não há registros de covid 19.

A retomada presencial não é obrigatória. Os pais que preferirem, podem manter as crianças em casa, que vão continuar sendo acompanhadas pelo sistema remoto.

Últimas