Minas Gerais Após registrar temporal, Grande BH deve ter dias quentes e sem chuva

Após registrar temporal, Grande BH deve ter dias quentes e sem chuva

Temporal acompanhado de vento e granizo causou estragos e provocou alagamentos na região metropolitana nesta segunda (27)

  • Minas Gerais | Giovana Maldini*, do R7, com Record TV Minas

Parte do granizo flutuou sobre a rua alagada

Parte do granizo flutuou sobre a rua alagada

Reprodução

Após um forte temporal nesta segunda-feira (27), a região metropolitana de Belo Horizonte deve registrar dias sem chuva e com calor calor ao longo desta semana. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a máxima esperada é de 33º C.

Nesta segunda, o Inmet registrou chuvas fortes de 10 mm a 15 mm na Grande BH, com ventos de até 72 km/h, de acordo com a Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), o que é caracterizado como ventania.

Mesmo com a precipitação, o volume de chuva está abaixo do esperado para o mês de setembro, já que a média para esse período é de 60 mm. A umidade relativa do ar deve ficar em torno de 30%, de acordo com Claudemir Azevedo, o que caracteriza estado de atenção.

— A chuva de ontem aliviou e melhorou o tempo seco e ajudou a combater os focos de incêndio.

Estragos

A chuva e os ventos fortes que atingiram algumas cidades da região metropolitana causaram estragos. Nos municípios de Ribeirão das Neves, Esmeraldas, Betim e Contagem, houve alagamentos e até queda de granizo.

Moradores registraram a paisagem coberta pelo gelo e as ruas tomadas pela água. No bairro Florença, em Ribeirão das Neves, casas e lojas foram tomadas pela enxurrada. Segundo a população, o portão de uma casa caiu. Com os ventos fortes, telhados e tampas de caixa d'água voaram com a força do vento.

Já em outro bairro do município, no Neviana, parte do telhado de uma casa foi destruído e duas pessoas apresentaram hipotermia. Uma idosa e uma criança de quatro anos foram levadas para o hospital. A família precisou ser resgatada com barco.

Em Belo Horizonte, a chuva foi moderada, com registro de 7,6 mm na Estação de Cercadinho, de acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

Veja também: Mais de 300 cidades de MG entram em alerta para chuvas intensas

Falta de energia

A chuva e os ventos fortes provocaram queda de energia em algumas regiões da capital e da Grande BH. Em nota, a Cemig informou que as equipes atuaram durante a madrugada, mas alguns locais ainda estão sem luz, como na região de Venda Nova e Pampulha, em Belo Horizonte, e parte de Contagem, Esmeraldas, Ribeirão das Neves e Betim.

A companhia ainda informou que a previsão é que o serviço seja normalizado ao longo desta terça-feira (28).

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas