Minas Gerais Azeredo diz que não está preparado para a prisão

Azeredo diz que não está preparado para a prisão

Em entrevista exclusiva à RecordTV Minas, ex-governador de Minas Gerais considera injusta condenação de 20 anos e 1 mês

  • Minas Gerais | Paulo Henrique Lobato, Do R7,com RecordTV Minas

Azeredo considerou condenação injusta

Azeredo considerou condenação injusta

RecordTV Minas

Em entrevista exclusiva à RecordTV Minas na tarde desta terça-feira (22), logo após ter negado pelo TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) o último recurso em segunda instância, o ex-governador Eduardo Azeredo disse que não está preparado para a prisão.

— (Sinto) uma injustiça muito grande. Quer dizer: não tem sentido acontecer uma coisa dessa sem prova. É uma coisa absurda como essa. (...) Eu não matei ninguémm, não pus dinheiro no meu bolso. (...) Não estou preparado para isso (para a prisão), porque é muito injusto.

Azeredo tenta uma última cartada no STJ, onde sua defesa peticionou, também logo após o julgamento, um pedido de habeas corpus.

O mandado de prisão contra o ex-governador de Minas Gerais foi expdido pela 5ª Câmara Criminal do TJMG, composta por cinco desembargadores. Por unanimidade, todos decidiram a favor do pedido de prisão por considerar que os embargos de delcaração, rejeitados nesta terça, são o último recurso em segunda instância.

A defesa não informou se Azeredo irá se entregar a uma delegacia da Polícia Civil antes de o STJ se posicionar sobre o habeas corpus.

Azeredo foi condenado a 20 anos e um mês de prisão no esquema que ficou conhecido como mensalão mineiro tucano. Em 1998, quando tentou a reeleição, o ex-governador teria se beneficiado de caixa dois proveniente de contratos entre estatais mineiras com agências de publicidade de Marcos Valério, já condenado no mensalão do PT.

Últimas