Minas Gerais Bares e restaurantes de BH vão poder abrir de sexta a domingo

Bares e restaurantes de BH vão poder abrir de sexta a domingo

Tribunal de Justiça mediou acordo entre prefeitura e associações do setor e medida passa a valer a partir do dia 4 de setembro; confira regras

  • Minas Gerais | Célio Ribeiro* e Lucas Pavanelli, do R7

Prefeitura revê medidas contra pandemia

Prefeitura revê medidas contra pandemia

Reprodução / Freepik

Os bares e restaurantes de Belo Horizonte poderão abrir entre sexta-feira e domingo para venda de bebida alcoólica e consumo no local. A determinação vale a partir do dia 4 de setembro e ficou decidida após uma audiência de conciliação entre a Prefeitura de Belo Horizonte e as entidades representativas, a partir de mediação do Tribunal de Justiça. 

Desde o fim de março, os bares e restaurantes só podem funcionar por meio de entrega a domicílio ou pelo sistema de retirada. Nesta semana, os restaurantes e outros estabelecimentos foram autorizados a abrir entre 11h e 15h, mas somente para servir almoço, sem permissão para venda de bebidas alcoólicas. 

Agora, pelo acordo, os bares e restaurantes poderão abrir entre sexta-feira e domingo, inclusive com venda de bebidas. As novas regras valem a partir do dia 4 de setembro. 

Confira os horários de funcionamento:

Segunda a sexta: 11h às 15h (somente para almoço, sem venda de bebida alcoólica)
Sexta: 17h às 22h (com bebida)
Sábado e domingo: 11h às 22h (com bebida)

 Acordo

Depois de uma batalha judicial e uma série de reuniões na Prefeitura de Belo Horizonte, um acordo entre representantes do Executivo e das entidades saiu nesta quarta-feira (26), em uma audiência de conciliação. 

O documento foi assinado pelo prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, o secretário de saúde, Jackson Machado e o procurador-geral do Município, Castellar Neto, além do presidente da Abrasel (Associação Nacional de Bares e Restaurantes), Paulo Solmucci, presidente do Sindbares, Paulo Pedrosa, e o presidente do Sindlojas, Nadim Donato.

Pelo TJMG, assinaram o documento o presidente do Tribunal, Gilson Lemes e os desembargadores Newton Teixeira de Carvalho, Thiago Pinto, José Arthur Filho e Mariângela Meyer.  

Coletiva

Nesta quinta-feira (27), representantes da Prefeitura de Belo Horizonte devem conceder uma entrevista coletiva para anunciar medidas de ajuda econômica a comércios afetados pela pandemia na capital mineira. 

Últimas