Minas Gerais BH: Passeata em memória de Bárbara Victória protesta contra abuso sexual de crianças 

BH: Passeata em memória de Bárbara Victória protesta contra abuso sexual de crianças 

Um dos objetivos do ato é conscientizar a população com informações sobre como combater esse tipo de violência

  • Minas Gerais | Kiuane Rodrigues, da Record TV Minas

Grupo caminhou pelo bairro que ocorreu o crime

Grupo caminhou pelo bairro que ocorreu o crime

Repórter/Kiuane Rodrigues

Uma passeata em memória de Bárbara Victória e pela defesa da segurança de crianças e adolescentes reuniu dezenas de pessoas no bairro Mantiqueira, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte, na manhã desta sexta-feira (26). 

Bárbara Victória foi assassinada aos 10 anos, após ser sequestrada e estuprada, no dia 31 de julho. A manifestação saiu da porta do Centro de Referência de Assistência Social e recebeu apoio da Polícia Militar e da Guarda Municipal.

O protesto contou com a participação da população e principalmente dos moradores do bairro que levaram faixas, cartazes e balões contra abuso sexual de crianças e adolescentes. Um dos objetivos do ato é conscientizar a população com informações sobre como combater esse tipo de violência. 

O ato contou também com a participação do mascote do Clube Atlético Mineiro, time do coração de Bárbara Vitória, que usava a camisa do clube, no dia que desapareceu. 

Caso Bárbara Victória 

Bárbara foi assassinada aos 10 anos

Bárbara foi assassinada aos 10 anos

Record TV Minas/Reprodução

O manifesto também lembrou a morte brutal de Bárbara Victória. Os últimos passos da menina antes do desaparecimento foram registrados pelas câmeras de segurança do bairro quando ela saiu de uma padaria. 

As investigações apontaram que Paulo Sérgio, de 49 anos, que aparece nas imagens com Bárbara, atraiu a garota até a casa dele, onde matou a menina e transportou o corpo, em um carrinho de mão, até o local conhecido como campinho. O sucateiro foi encontrado enforcado, 2 dias depois, na casa da tia dele.

Últimas