Minas Gerais BH suspende vacinação em postos e drive-thru por falta de vacinas

BH suspende vacinação em postos e drive-thru por falta de vacinas

Prefeitura de BH acusou o Governo de Minas de ter repassado 50 mil doses a menos de vacinas nesta última remessa

  • Minas Gerais | Arthur Santana, da Record TV Minas

BH teria recebido 50 mil doses a menos

BH teria recebido 50 mil doses a menos

Divulgação/UFMG/Jessica de Aquino

A campanha de vacinação contra a covid-19 no drive-thru do Campus Pampulha da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e em alguns postos de saúde de Belo Horizonte foi suspensa nesta quarta-feira (16), pela prefeitura, por falta de vacinas. A expectativa é de que a vacinação nesses locais seja retomada na próxima semana.

O posto de vacinação da UFMG funciona há cerca de três meses. A estrutura foi montada pela Prefeitura da capital, com apoio do Dast (Departamento de Assistência à Saúde do Trabalhador) e opera exclusivamente no sistema drive-thru, em que a aplicação é feita sem que a pessoa precise sair do automóvel.


Segundo o secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado, a capital recebeu 50 mil doses a menos do que deveria na última remessa por parte do Governo de Minas Gerais.

Por isso, nesta terça-feira (15), a Prefeitura de BH anunciou a suspensão da ampliação da vacinação ao público-geral, por idade, devido a quantidade insuficiente de imunizantes. De acordo com chefe da pasta da saúde, caso as doses tivessem chegado, seria possível ampliar a vacinação para o público de até 53 anos de idade. 

O Governo de Minas nega que tenha havido qualquer irregularidade. Segundo o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, o que aconteceu é que Belo Horizonte tinha recebido mais doses nas últimas remessas e que, agora, a distribuição foi equalizada. 

Confira a vacinação em todo o país:

Últimas