Minas Gerais BNDES estrutura projeto de nova linha do metrô de BH, diz Bolsonaro

BNDES estrutura projeto de nova linha do metrô de BH, diz Bolsonaro

Presidente confirmou que o Governo Federal vai destinar recursos de uma multa de R$ 1 bilhão para a ampliação do serviço na capital mineira

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Presidente fez anúncio com equipe da Infraestrutura

Presidente fez anúncio com equipe da Infraestrutura

Reprodução / Facebook

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou, nesta quarta-feira (2), que o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) já trabalha na estruturação do projeto de uma nova linha para metrô de Belo Horizonte.

A estrutura, aguardada há anos pelos moradores da Grande BH, deve ligar a região do Barreiro ao bairro Calafate, na região Noroeste. Atualmente a cidade conta apenas com uma linha de trem, que vai do bairro Vilarinho, na região de Venda Nova, ao bairro Eldorado, em Contagem, na região metropolitana, por meio de 19 estações.

Durante anúncio feito em suas redes sociais, Bolsonaro confirmou que o projeto deve ser financiado com o dinheiro que o Governo Federal está recebendo de uma multa aplicada à empresa FCA (Ferrovia Centro Atlântica), por devolver linhas ferroviárias. O valor é de aproximadamente R$ 1 bilhão, parcelado em 60 vezes, conforme já mostrou a reportagem.

Em foto em que aparece ao lado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, e do secretário-executivo da pasta, Marcelo Sampaio, o presidente afirmou que o assunto "se tornou prioridade nacional em reunião do conselho do PPI [Programa de Parcerias de Investimentos]".

Liberação do dinheiro

Nesta semana, o senador Carlos Viana (PHS), que tem acompanhado as discussões, divulgou que a homologação do acordo para destinação dos recursos deve acontecer em breve. Após o anúncio, o Ministério da Infraestrutura informou ao R7 que a negociação será revisada antes que o dinheiro seja repassado ao Governo de Minas, que será o responsável pela obra.

O ministério não estipulou um prazo para que a transação seja feita, mas informou que “está em avançadas tratativas com o MDR [Ministério de Desenvolvimento Regional], AGU [Advocacia-Geral da União] e o Governo Estadual para garantir a destinação dos recursos ao metrô”.

Últimas