Minas Gerais Bombeiros registram uma queda de árvore a cada 3 horas na Grande BH

Bombeiros registram uma queda de árvore a cada 3 horas na Grande BH

Número é referente aos chamados recebidos pelos Bombeiros nos 10 primeiros dias de dezembro; Prefeitura de BH já cortou 5.240 árvores em 2020

  • Minas Gerais | Célio Ribeiro*, do R7

Árvore caiu em cima de uma barraca nesta quinta (10)

Árvore caiu em cima de uma barraca nesta quinta (10)

Garcia Júnior / Record TV Minas

Uma árvore caiu a cada três horas nos últimos 10 dias na região metropolitana de Belo Horizonte. O levantamento é do Corpo de Bombeiros, que contabiliza as ocorrências. Nesta quinta-feira (10), três pessoas ficaram feridas ao serem atingidas por uma delas em uma feira na região Centro-Sul de BH.

Segundo os Bombeiros, foram 80 chamadas referentes a quedas de árvore na Grande BH, sendo 65 delas ocupando parte de ruas ou avenidas e 15 sobre imóveis ou residências. De acordo com o sargento Miranda, as principais razões para essas ocorrências são o clima e a urbanização.

— A demanda nesse sentido sempre foi grande, principalmente durante o período chuvoso, já que a chuva e o vento contribuem para a queda delas. Além disso, com a árvore cercada pela pavimentação, a raiz enfraquece e acaba não resistindo.

Veja: Queda de árvore deixa quase 500 imóveis sem energia elétrica em BH

O militar ainda esclarece que o número de quedas de árvores pode ser ainda maior, já que muitos dos casos não são comunicados às autoridades.

— Uma árvore caída pode afetar a rotina da cidade, então temos que atuar rapidamente. Mas, muitas vezes, em bairros mais distantes ou menos movimentados, uma árvore cai e os próprios moradores pegam a madeira para uso próprio ou colocam no lixo. Esses casos não chegam até a gente.

“Muitas árvores”

De acordo com a Prefeitura de BH, a capital mineira possui cerca de 300 mil árvores de 566 espécies já identificadas, e a estimativa é de que existam outras 185 mil unidades que ainda não foram cadastradas no SIIA (Sistema de Informações do Inventário das Árvores de Belo Horizonte).

Veja fotos da árvore que caiu sobre feira na região Centro-Sul de BH

Ainda segundo o executivo, entre 1º de janeiro e 30 de novembro, foram realizados 5.240 cortes e 20.443 podas. O sargento Miranda esclarece que o grande número de árvores pela cidade impede que seja feito um trabalho mais amplo.

— É uma cidade-jardim. Impossível avaliar árvore por árvore na cidade inteira. O Corpo de Bombeiros prefere avaliar caso por caso, a partir dos chamados feitos pelos moradores. Se a gente perceber que vai evoluir para uma queda, nós atuamos.

De acordo com os dados da Prefeitura de Belo Horizonte, o ano de 2020 pode ter o menor número de árvores cortadas e podadas deste 2017. Nos últimos dois anos, o número de troncos suprimidos foi superior a 10 mil unidades, enquanto o número de podas ficou entre 37 mil e 47 mil anuais.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli.

Últimas