Minas Gerais Com déficit de 305 médicos, Hospital das Clínicas da UFMG fecha leitos

Com déficit de 305 médicos, Hospital das Clínicas da UFMG fecha leitos

Unidade atende pelo SUS e teve que fechar vagas na cirurgia, clínica médica e terapia intensiva; instituição tenta abertura de novos concursos

HC fechou 30 leitos neste ano

HC fechou 30 leitos neste ano

Reprodução/Google Maps

O Hospital das Clínicas da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), que atende pacientes pelo SUS, fechou 30 leitos nos últimos meses por falta de profissionais. O déficit de médicos na instituição já chega a 305. 

De acordo com nota oficial enviada pelo Hospital, das 3.175 vagas autorizadas pelo governo federal para a instituição, hoje, apenas 2.870 profissionais estão em atividade. A falta de médicos é "decorrente de aposentadorias, exonerações, demissões, dentre outros tipos de desligamentos ocorridos nos últimos meses". 

"Como não há concurso público vigente e até o momento não há concurso público autorizado no âmbito da Ebserh pelo Governo Federal, o HC-UFMG não pode realizar a reposição desses trabalhadores", diz a nota da instituição.

Os 504 leitos do Hospital das Clínicas foram reduzidos, gradativamente, nos últimos anos, para 474 e estão localizados nas unidades de cirurgia, clínica médica e terapia intensiva. 

A unidade também informou que tem solicitado, junto à Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), que cuida da administração de 40 hospitais universitários federais no Brasil, a realização de concursos públicos para suprir a demanda. 

A reportagem entrou em contato com o MEC (Ministério da Educação) para saber se há previsão de atendimento à demanda do Hospital das Clínicas da UFMG e aguarda retorno.