Minas Gerais Corpos de vítimas de queda de avião são sepultados em MG 

Corpos de vítimas de queda de avião são sepultados em MG 

Corpo de Antônio Silveira, de 2 anos, permanece no IML porque não pode ser identificado por falta de documento de identidade

  • Minas Gerais | Do R7, com Vinicius Araújo, da Record Minas

Avião saiu de Campinas (SP) e pousaria em Belo Horizonte

Avião saiu de Campinas (SP) e pousaria em Belo Horizonte

Reprodução/Redes Sociais

Os corpos de seis vítimas do acidente aéreo em Itapeva, a 458 km de Belo Horizonte, foram enterrados nesta terça-feira (30). Quatro vítimas foram enterradas na capital mineira e dois na cidade de Carmópolis de Minas, no sul do estado. 

O primeiro a ser sepultado foi o piloto do monomotor, Gleberson Henrique Chagas Pereira. Em seguida, amigos e parentes se despediram do copiloto Gabriel Quintao Araújo, de 25 anos, e do empresário Marcílio Silveira, de 42 anos, e da mulher dele Raquel Silveira, de 40 anos. 

Os corpos do casal André Rodrigues do Amaral, de 40 anos e Fernanda Amaral, de 38 anos, foram levados para Carmópolis de Minas, cidade natal do empresário, onde foram sepultados no início da tarde. 

O corpo de Antônio Silveira, de apenas 2 anos, filho de Marcílio e Raquel permanece no IML porque não pode ser identificado por falta de documento de identidade. A liberação só deve acontecer após um exame de DNA.

Acidente

O avião saiu de Campinas, no interior de São Paulo, e pousaria em Belo Horizonte, um trajeto de aproximadamente uma hora, mas 25 minutos depois, após voar pouco mais de 200 km, o monomotor se despedaçou no ar.

A aeronave pertencia a uma empresa de crédito financeiro. Sete pessoas estavam a bordo. Todos morreram no momento da queda. 

Polícia Civil fala sobre a identificação dos corpos. Assista:

Últimas