Minas Gerais Criança de 4 anos morre com suspeita de raiva humana em BH

Criança de 4 anos morre com suspeita de raiva humana em BH

Menina vivia na área rural do município de Bertópolis, a 638 km de BH, onde outros três casos suspeitos foram confirmados

  • Minas Gerais | Por Túlio Lopes, da Record TV Minas, e Maria Reis*. do R7

Duas crianças foram mordidas por morcego contaminado

Duas crianças foram mordidas por morcego contaminado

Reprodução / RecordTV Minas

Uma criança de 4 anos morreu com suspeita de raiva humana, no Hospital João 23, no bairro Santa Efigênia, região leste de Belo Horizonte, no sábado (28). Este é o quinto caso suspeito de raiva humana neste ano em Minas Gerais. Até o momento, três casos foram confirmados e um foi descartado. 

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou a morte da criança no domingo (29). A SES informou que ela vivia na área rural do município de Bertópolis, a 638 km de Belo Horizonte, onde outros três casos suspeitos de raiva foram confirmados. 

Outros casos 

O primeiro caso suspeito confirmado de raiva humana em Minas Gerais foi de um paciente de 12 anos, do sexo masculino, que morreu no dia 04 de abril deste ano. O segundo caso suspeito foi confirmado pelo laboratório de referência no dia 19 de abril, de uma paciente do sexo feminino, de 12 anos. No dia 13 de abril, a paciente teve piora clínica, foi transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva e morreu na noite do dia 29 do mesmo mês. As crianças foram mordidas pelo mesmo morcego.

O terceiro caso suspeito foi confirmado no dia 26 de abril. O paciente, uma criança do sexo masculino, de 5 anos de idade, morreu também em abril, na mesma data da notificação. Amostras foram coletadas e enviadas para exame laboratorial e os exames foram confirmados para raiva. O caso segue em investigação para identificar quais seriam as circunstâncias do contágio.

Uma criança de 11 anos do sexo feminino, que possuía parentesco com o segundo caso confirmado, apresentou sintomas como febre e dor de cabeça. O caso foi notificado para a Secretaria e, após exames laboratoriais, foi constatado que não se tratava de raiva humana. A paciente teve alta hospitalar no dia 06 de maio. 

Vacinação

Até o dia 20 de maio, 2.429 pessoas das 2.500 das comunidades rurais do município de Bertópolis e região foram vacinadas com a primeira dose da vacina contra a raiva humana (cobertura vacinal de 97,01%). Outras 2.000 pessoas já tomaram a segunda dose (80%). 

De acordo com a Secretaria de Saúde, mais doses da vacina antirrábica humana foram enviadas à Unidade Regional de Saúde de Teófilo Otoni para completar o esquema vacinal da comunidade rural de Bertópolis. A Secretaria também forneceu vacina antirrábica animal para vacinação de cães e gatos. Um total de 755 cães e gatos já foram vacinados na zona rural de Bertópolis e região. 

*Estagiária sob supervisão de Túlio Lopes 

Últimas