Minas Gerais Dia dos Namorados: torcedor troca nome da ex por tatuagem do Galo

Dia dos Namorados: torcedor troca nome da ex por tatuagem do Galo

Em ação na Arena MRV, novo estádio do Atlético, Jean Roger substituiu tatuagem antiga de 13 anos por mascote do time

Jean Roger trocou a tatuagem com nome da ex pela figura de um galo

Jean Roger trocou a tatuagem com nome da ex pela figura de um galo

Divulgação/Fábio Megale

O Dia dos Namorados deste ano será diferente para o casal Jean Roger e Emanuela Cristina, que vivem em Belo Horizonte. Pela primeira vez desde que começaram a namorar, a mulher não verá mais o nome da ex-namorada tatuado em 26 centímetros no braço dele. Desde a última quinta-feira (10), no lugar do nome da ex, está a figura de um galo. Ela aprovou a mudança. 

Torcedor do Atlético Mineiro, Jean Roger participou de uma ação da Arena MRV, estádio do clube que está sendo construído na região Noroeste de Belo Horizonte, onde cobriu a tatuagem antiga pela nova.

Ele recorda que fez a tatuagem há mais de 13 anos, em meio a um show do Chiclete com Banana, em Divinópolis, cidade a 160 km de Belo Horizonte.  

— Era muito álcool, galera e empolgação. A minha namorada, na época, sugeriu de a gente fazer uma tatuagem. Entramos no estúdio e ela tatuou meu nome em oito centímetros no braço dela e eu fiz o nome dela gigante, em 26 centímetros no meu braço. 

A história não deu muito certo. A namorada, que ele conheceu em um pagode na mesma cidade, meses antes daquele Carnaval, foi embora e apagou a tatuagem 15 dias depois do término. 

— Eu voltei para a casa dos meus pais com aquela marmota no braço, depois do pé na bunda que levei, mas nunca tive dinheiro para cobrir a tatuagem. 

Treze anos depois, Jean Roger está com 35 anos de idade e é casado com Emanuela Cristina. Eles têm quatro filhos: João Pedro, de 13 anos, Gabriel, de 10, Samuel Henrique, com 9 anos e Jean Lucas, de 5. 

Toda a família acompanhou, na Arena MRV, a mudança na pele feita pelo eletricista. As crianças, todas atleticanas, conheceram de perto o grande canteiro de obras que, a partir do ano que vem, será a nova casa dos jogos do Galo. 

Neste Dia dos Namorados, Jean disse estar "apaixonado" pela nova tatuagem. 

— Toda hora que eu passo na frente do espelho olho para ela, faço um carinho, passo a pomada para cicatrizar. 

Para a esposa, que é cruzeirense, a tatuagem do Galo incomoda menos que o nome da ex. 

— Minha esposa falava que ela sentia que eu não era dela, já que tinha o nome de outra mulher no meu braço. Agora, ela falou que eu sou 100% dela. 

Últimas