Minas Gerais Funcionários do metrô de BH anunciam greve às vésperas do Carnaval

Funcionários do metrô de BH anunciam greve às vésperas do Carnaval

Paralisação acontece a partir da próxima terça-feira (14); categoria diz que reunião na data vai decidir futuro da paralisação

  • Minas Gerais | Maria Fernanda Ramos*, do R7

Uma assembleia na terça-feira (14) decide a continuidade ou não da greve

Uma assembleia na terça-feira (14) decide a continuidade ou não da greve

Divulgação/ ALMG/ Guilherme Dardanhan

O Sindicato dos Metroviários de Minas Gerais decidiu em assembleia nesta sexta-feira (10) pela realização de uma greve dos metroviários com início na próxima terça-feira (14).

Alda Lúcia, presidente do Sindicato, explica que os funcionários da CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) cobram estabilidade após a privatização do serviço, que foi leiloado à iniciativa privada em BH.

"Não é uma greve contra o governo, não é uma greve contra o carnaval. É simplesmente uma greve pelos empregos da categoria metroviária de Minas Gerais", afirma.

Uma nova assembleia acontece na próxima terça-feira (14), às 18h, para decidir sobre a continuidade da greve. Haverá, também, uma reunião virtual com a Seinfra-MG (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais), às 15h30. 

"A previsão, se a gente não conseguir avançar, no carnaval não teremos metrô funcionando. Estaremos de greve", conclui.

Em nota, a CBTU informou que "vê com surpresa e apreensão a movimentação, já que a demanda de usuários vem crescendo nas últimas semanas e o impacto pela paralisação será desastroso para as finanças da companhia, além dos prejuízos para a população mineira e para a mobilidade urbana da capital. Sobretudo, considerando o Carnaval que se aproxima".

Além disso, a diretoria da companhia afirma que apresentou uma proposta aos representantes sindicais quanto à compensação dos dias não trabalhados em dezembro. Por fim, a CBTU afirma que já está tomando todas as medidas judiciais e administrativas.

Confira a nota da companhia na íntegra:

"A CBTU-MG informa que, pelas redes sociais e imprensa, tomou conhecimento a pouco da decisão dos metroviários, em assembleia na tarde desta sexta (10), de deflagração de greve a partir da próxima terça (14).

A Diretoria da empresa vê com surpresa e apreensão a movimentação, já que a demanda de usuários vem crescendo nas últimas semanas e o impacto pela paralisação será desastroso para as finanças da companhia, além dos prejuízos para a população mineira e para a mobilidade urbana da capital. Sobretudo, considerando o Carnaval que se aproxima.

Neste momento, a greve não era esperada por nenhum dirigente da Companhia, já que em reunião ocorrida nesta tarde, a CBTU-MG apresentou aos dirigentes sindicais uma inédita e relevante proposta de compensação dos dias parados no último dezembro, atendendo a todos os pedidos dos trabalhadores, além de cientificar o sindicato sobre as ações de melhoria das condições de trabalho no período de Carnaval.

A CBTU-MG sempre respeitou o direito de greve de seus empregados, contudo, entende que o mesmo deve ser exercido com responsabilidade, já que segundo o próprio Sindicato, as reivindicações junto ao Governo Federal sequer foram formalizadas. A Companhia informa que já está tomando todas as medidas administrativas e judiciais possíveis para a manutenção do serviço de transporte sobre trilhos na Cidade e sabedora da essencialidade do metrô para a realização do Carnaval de Belo Horizonte, a Diretoria da CBTU-MG não medirá esforços para que os 5 milhões de foliões previstos para a festa possam usufruir do serviço metroviário.

Por fim, registra-se que não compactua com a verdade a notícia de que já existem demissões programadas após a privatização da empresa. O processo vem transcorrendo do modo previsto e o primeiro contato com a empresa Comporte, vencedora do certame, foi muito positivo.

A CBTU-MG está à disposição."

*Estagiária sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas