Minas Gerais Greve de motoristas paralisa 23 linhas de ônibus em BH

Greve de motoristas paralisa 23 linhas de ônibus em BH

Segundo a BHTrans, os trabalhadores denunciam falta de pagamento; confira as linhas afetadas nesta segunda-feira (24)

  • Minas Gerais | Pollyana Sales, da Record TV Minas

Esta é a segunda vez que a empresa é paralisada

Esta é a segunda vez que a empresa é paralisada

Rodrigo Clemente/PBH

Os motoristas de ônibus da empresa Transoeste, que circula na região do Barreiro, em Belo Horizonte, fizeram uma paralisação na manhã desta segunda-feira (24). Segundo a BHTrans (Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte), 23 linhas foram afetadas. 

A parada da Transoeste impactou a circulação de coletivos nas regiões central, centro-sul, área hospitalar e nas regiões do BH Shopping e Anel Rodoviário. Confira quais são:

32, 35, 303, 304, 305, 308, 309, 310, 311, 313, 314, 315, 318, 319, 325, 329, 330, 332, 335, 336, 337, 340 e 3350.

Ainda de acordo com a BHTrans, os trabalhadores denunciam falta de pagamento.

Esta é a segunda vez em janeiro que os ônibus da empresa têm as atividades paralisadas. No dia 13 de janeiro, o SetraBH (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte) informou que a companhia não rodaria por falta de dinheiro para comprar combustível.

Por meio de nota, o SetraBH disse que a viação informou que o atraso no pagamento dos salários e benefícios, como vale-alimentação, seguro-saúde e seguro de vida, se deve às dificuldades financeiras da empresa. O sindicado disse ainda que está em contato com a Transoeste para "tentar minimizar os impactos para a população".

Já segundo a Prefeitura de BH, as viagens não realizadas serão autuadas com multas entre R$ 303,42 e R$ 568,89. "Vale ressaltar que, conforme previsto nos contratos com as concessionárias, as empresas não podem realizar interrupções no serviço. Assim, a concessionária será notificada a prestar as informações/justificativas, estando sujeita às penalidades previstas nos contratos que podem ir desde multas operacionais até abertura de processo administrativo", informou a PBH.

Últimas