Minas Gerais Homem morre baleado por engano pela polícia no interior de MG

Homem morre baleado por engano pela polícia no interior de MG

Vítima foi atingida quando um dos militares atirou contra o enteado dela durante uma ocorrência na cidade de João Monlevade

  • Minas Gerais | Gabriel Rodrigues, da Record TV Minas

Um homem de 47 anos morreu atingindo por um disparo da PM (Polícia Militar), por engano, em João Monlevade, a 110 km de Belo Horizonte.

Cesar Morais, 47 anos, estava com a esposa quando o enteado chegou em casa alterado e começou a brigar com o casal. A polícia foi chamada e, durante a confusão, a vítima foi atingida por um dos dois disparos feito pelos militares, conforme conta Daniela Cristina, mulher da vítima.

— Eu pedi que alguma viatura viesse aqui porque meu filho, Marcos Vinícius, estava muito alterado.

A Polícia Militar alega que, ao chegar no local, encontrou o jovem com uma faca na mão e fazendo uma série de ameaças. Eles teriam pedido que ele se entregasse, mas o jovem fugiu, retornando logo em seguida. Foi neste momento que uma policial teria feito o disparo para conter o jovem, mas acabou atingindo Morais.

Veja: Policial atira balas de borracha em jovem que filmava ação do militar

César morreu com tiro disparado por policial militar

César morreu com tiro disparado por policial militar

Reprodução / Record TV Minas

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas foram os próprios policiais que pegaram a vítima e o encaminharam para uma unidade de Saúde, mas o homem não resistiu.

O enteado se entregou pouco depois e foi preso. Daniela alega que o filho não ameaçou ninguém e afirma que vai buscar justiça pela morte do marido, que era, segundo ela, um “homem trabalhador e honesto”.

— Ninguém nunca vai tirar essa cena da minha vida. Ninguém vai suprir a falta que ele vai fazer na minha vida, na vida da mãe dele. Nós só queremos justiça.

A reportagem procurou a Polícia Militar para comentar o ocorrido, mas aguarda retorno.

Últimas