Minas Gerais Homem tenta matar ex e leva facada da mãe da vítima em MG

Homem tenta matar ex e leva facada da mãe da vítima em MG

Suspeito ainda empurrou a vítima na direção de um carro em movimento em Betim, na Grande BH; casal viveu junto por 7 anos

  • Minas Gerais | Gabriel Rodrigues, da Record TV Minas

Um homem foi esfaqueado pela sogra após tentar matar a ex-mulher em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. O suspeito não teria aceitado o fim do relacionamento de 7 anos do casal.

O caso foi registrado na quinta-feira (25). Segundo a Polícia Militar, o suspeito teria ido, durante a madrugada,até a casa em que a ex-mulher vive com a mãe. Ele teria dado socos no portão e gritado várias vezes, afirmando que ‘colocaria fogo em tudo’. Algumas horas depois, ele retornou com as mãos no bolso, fingindo que estava com uma arma de fogo e fazendo novas ameaças, afirmando que, caso a mulher não fosse conversar com ele, a casa seria destruída.

A vítima foi até o portão e, imediatamente, começou a ser agredida com socos e chutes pelo suspeito, que ainda empurrou a vítima na direção de um carro que passava pela rua. O veículo era conduzido por um outro ex-namorado da vítima, que passou na rua sem saber da confusão.

Veja: Estudante morta na porta de boate em MG foi baleada pelo namorado

Jovem foi socorrida pelos militares e passa bem

Jovem foi socorrida pelos militares e passa bem

Reprodução / Record TV Minas

Ao ver as agressões, a mãe da vítima pegou uma faca de cozinha e deu vários golpes no suspeito, que fugiu logo depois.  Os militares foram acionados e socorreram a vítima, que foi atendida em uma unidade de Saúde e, na sequência, liberada. O suspeito, que já havia sido detido por lesão corporal e tráfico de drogas, foi localizado e preso horas depois. Ele deve responder por tentativa de feminicídio.

Histórico

Aos militares, familiares da vítima afirmaram que o casal ficou junto durante 7 anos, mas o relacionamento teria acabado há alguns meses. Desde então, a mulher foi morar com a mãe e passou a ser ameaçada constantemente pelo suspeito. Dois boletins de ocorrência foram registrados pela mulher na semana que antecedeu o caso de agressão.

Últimas