Minas Gerais Jovem morto após ser arrastado por enxurrada em BH é enterrado

Jovem morto após ser arrastado por enxurrada em BH é enterrado

Caio Frois, de 13 anos, andava de bicicleta quando foi levado pela correnteza na região da Pampulha; vídeo registrou a cena

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Caio foi enterrado em Santa Luzia (MG)

Caio foi enterrado em Santa Luzia (MG)

Reprodução / Instagram

Foi enterrado, no final da manhã desta segunda-feira (4), o corpo do adolescente de 13 anos que morreu após ser arrastado pela enxurrada na região da Pampulha, em Belo Horizonte, no último sábado (2).

Caio Santana Frois foi sepultado no Cemitério Belo Vale, em Santa Luzia, na Região Metropolitana da capital mineira, após um velório rápido acompanhado por amigos e parentes que homenagearam o jovem. A família não quis gravar entrevistas.

O jovem foi arrastado pela correnteza enquanto voltava para casa, de bicicleta. Pedalar com os amigos era uma das diversões favoritas do menor. Frequentemente Frois publicava fotos das bicicletas nas redes sociais dele.

Familiares relataram à reportagem que Frois sempre foi um garoto alegre e que gostava de praticar esportes. Ele estudava no Colégio Batista Getsêmani. A última postagem feita pelo adolescente foi dia 31 de dezembro. "A última para vocês. Feliz ano novo. Que Deus abençoe 2021", escreveu o adolescente.

Correnteza

As imagens de um circuito de segurança flagraram o momento em que o menor foi arrastado. No início, o vídeo mostra Frois chegando ao estacionamento de um pizzaria para se abrigar da chuva. Ele desce da bicicleta e sacode a roupa, monta na bicicleta e continua subindo a rua.

Menos de um minuto depois, o menor aparece na imagem sendo arrastado. Ele fica preso debaixo de um carro que estava estacionado em frente à pizzaria. Um homem está na garagem, mas não vê o garoto. Só depois que o volume de água abaixou é que o corpo foi encontrado. O resgate foi acionado e o menor chegou a ser encaminhado ao hospital, mas não resistiu.

Segundo a família, quando a chuva começou, a mãe do menor foi buscá-lo. Ela voltou para casa de carro, enquanto ele a seguia na bicicleta. Como o adolescente parou no caminho, a mulher chegou em casa primeiro. Ao perceber a demora do filho, voltou para tentar encontrá-lo, quando soube que os bombeiros haviam atendido uma ocorrência de criança levada pela chuva.

Últimas