Minas Gerais Justiça de MG começa a julgar 28 suspeitos de pertencerem ao PCC

Justiça de MG começa a julgar 28 suspeitos de pertencerem ao PCC

Quase 300 policiais militares foram escalados para a escolta dos réus, que ficarão na carceragem do fórum durante cinco dias

Entorno do fórum Lafayette foi ocupado por centenas de militares

Entorno do fórum Lafayette foi ocupado por centenas de militares

Reprodução RecordTV

A Justiça de Minas Gerais começa a julgar na tarde desta segunda-feira (26), em Belo Horizonte, 28 suspeitos de integrarem o PCC (Primeiro Comando da Capital).

Os processos tramitam em segredo de Justiça, mas os réus respondem a crimes contra a vida (homicídio e tentativa de assassinato), tráfico de drogas, roubos e danos ao patrimônio, como queima de ônibus no interior do Estado no primeiro semestre deste ano.

Exclusivo: escutas revelam parceria entre policiais e o PCC em crimes

Diante do histórico da quadrilha, um forte aparato policial foi montado no entorno do forúm Lafayette, com a presença de 280 militares alertas a riscos de fuga ou resgate.

Polícia Militar montou grande aparato

Polícia Militar montou grande aparato

Reprodução RecordTV Minas

Facção é suspeita de série de ataques em Minas Gerais, diz polícia

Ainda mais que as audiências de instrução e julgamento estão programadas até sexta-feira. Até lá, o fórum e o entorno serão monitorados pelo Batalhão de Operações Especiais, cavalaria e até um helicóptero da corporação.

Os réus ficarão na carceragem do fórum nos cinco dias do julgamento.

Leia outras notícias sobre Minas Gerais

Como o acesso à carceragem é pela rua Ouro Preto, o trânsito no quarteirão (entre a Guajajaras e a avenida Augusto de Lima) foi fechado. A medida foi adotada para evitar fuga e tentativa de resgate.

Aguarde mais informações