Minas Gerais Justiça de Minas suspende novos bloqueios de contas do Cruzeiro

Justiça de Minas suspende novos bloqueios de contas do Cruzeiro

Clube acionou o TJ para apresentar um plano de pagamento aos credores, conforme lei da SAF (Sociedade Anônima do Futebol)

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

TJ deu 60 dias para o Cruzeiro mostrar plano de pagamento a credores

TJ deu 60 dias para o Cruzeiro mostrar plano de pagamento a credores

Divulgação / TJMG / Rosana Magri

O TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) determinou a suspensão de novos bloqueios ou penhora de bens e valores do Cruzeiro. O clube tem enfrentado dificuldades no pagamento de salários e sofre com a execução de dívidas de ex-jogadores e empresários na Justiça comum. 

A decisão do TJMG vai ao encontro da nova lei da SAF (Sociedade Anônima do Futebol), que permite que os clubes se tornem clubes-empresa. A legislação diz que, enquanto o clube cumprir o pagamento, "é vedada qualquer forma de constrição ao patrimônio ou às receitas, por penhora ou ordem de bloqueio de valores de qualquer natureza ou espécie sobre as suas receitas".

Para isso, a Justiça determinou prazo de 60 dias para que a diretoria do Cruzeiro apresente um plano de pagamento aos credores. O objetivo é que as pessoas físicas e jurídicas com as quais o Cruzeiro tem dívidas em aberto sejam juntadas para que tenham seus casos decididos em um único juízo. 

O clube apresentou pedido para concessão do chamado RCE (Regime Centralizado de Execuções) no dia 21 de outubro. 

Últimas