Minas Gerais Lagoa Santa (MG) proíbe eventos e esportes coletivos por 30 dias

Lagoa Santa (MG) proíbe eventos e esportes coletivos por 30 dias

Decreto reduz horário de bares e restaurantes e proíbe até mesmo música em telões; covid-19 já matou 22 pessoas na cidade

  • Minas Gerais | Lucas Oliveira*, da Record TV Minas, e Célio Ribeiro*, do R7

Futebol e outros esportes coletivos estão proibidos

Futebol e outros esportes coletivos estão proibidos

Reprodução / Pixabay

A Prefeitura de Lagoa Santa, na região metropolitana de Belo Horizonte, decidiu proibir a realização de eventos, shows e jogos esportivos durante os próximos 30 dias. A medida já vale a partir desta sexta-feira (15).

De acordo com o decreto assinado pelo prefeito Rogério Avelar (Cidadania), qualquer evento que promova aglomeração de pessoas está suspenso. Além da suspensão das atividades em casas de show e boates, o decreto também proíbe a realização de eventos esportivos coletivos, seja em locais públicos ou privados.

Veja: MG bate recorde de novos casos de covid-19 pelo segundo dia seguido

O texto publicado no Diário Oficial do Município de quinta-feira (14) também traz alterações nos funcionamentos dos bares e restaurantes. Estabelecimentos do setor poderão atender até às 23h e encerrar todas as atividades até meia-noite. Os clientes não poderão permanecer em pé dentro dos estabelecimentos, que também não vão poder promover música ao vivo ou até mesmo em telões.

Covid-19 em Lagoa Santa

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (14), Lagoa Santa contabiliza 1.846 casos confirmados e 22 óbitos causados pela covid-19. Outras 1.680 moradores da cidade já se curaram da doença.

*Estagiários do R7, sob supervisão de Lucas Pavanelli

Últimas