Minas Gerais Moradores ocupam prédio da Cemig para pedir energia elétrica

Moradores ocupam prédio da Cemig para pedir energia elétrica

Famílias que vivem na Ocupação Esperança saíram do local com promessa de início das obras para fornecimento de energia

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Cerca de 150 pessoas ocuparam o prédio da Cemig na manhã desta quarta-feira (9)

Cerca de 150 pessoas ocuparam o prédio da Cemig na manhã desta quarta-feira (9)

Divulgação/MLB

Famílias que vivem na Ocupação Esperança, na região da Izidora, no Norte de Belo Horizonte, ocuparam, na manhã desta quarta-feira (9), o prédio da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), na avenida Barbacena, região Centro-Sul da capital mineira.

A Esperança é uma das quatro ocupações urbanas da região Norte, que reúnem, ao todo, cerca de 9.000 pessoas. 

De acordo com o MLB (Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas), a Cemig se comprometeu a iniciar o processo de licitação para compra de materiais e realizar a ligação da energia elétrica para cerca de 2 mil famílias.  

Segundo o movimento, os moradores reivindicam o serviço básico desde agosto de 2019, quando a Prefeitura de Belo Horizonte autorizou a execução do serviço no local. Agora, os manifestantes seguem, em passeata, para a porta do Executivo municipal.

Inicio das obras

Em nota, a Cemig disse que recebeu lideranças da ocupação e que informou ter concluído o projeto para instalação de redes de distribuição e padrões de energia "em todas as ruas liberadas pela prefeitura das comunidades Rosa Leão, Vitória, Esperança e Helena Greco". Ao todo, de acordo com a empresa, serão atendidas 2.126 famílias.

"A licitação dessas obras ocorrerá ainda neste mês e, caso seja bem-sucedida, o início da execução está previsto para outubro de 2021. Além da execução do projeto de redes, estão previstas ainda visitas aos domicílios, cadastramento na tarifa social, doação de lâmpadas e projetos sociais, que irão beneficiar milhares de pessoas daquelas comunidades", informa a Cemig.

Últimas