Minas Gerais Motociclista atingido por empresário em carro de luxo tem alta hospitalar em BH 

Motociclista atingido por empresário em carro de luxo tem alta hospitalar em BH 

Frederico Cury foi atingido por Rodrigo Gutierrez, na última sexta (30); empresário pagou fiança de R$242 mil para ser liberado

  • Minas Gerais | Ana Gomes, Do R7, com Túlio Lopes, Da Record TV Minas

Motocicleta ficou destruída após o acidente

Motocicleta ficou destruída após o acidente

Record TV Minas/Reprodução

O motociclista que ficou ferido um acidente envolvendo um carro de luxo, na última sexta-feira (29), em Belo Horizonte, teve alta do hospital. A família de Frederico Hecht Cury, de 35 anos, disse que ele está em casa se recuperando. Parentes contaram que ele teve ferimentos por todo o corpo e que o processo de recuperação será lento.  

O veículo avaliado em cerca de R$300 mil era conduzido pelo empresário Rodrigo Gutierrez, de 40 anos, que pertence à família Andrade Gutierrez. Ele chegou a ser preso, mas foi solto após pagar a fiança de mais de R$240 mil

"Rodrigo Werneck Gutierrez foi desligado da unidade prisional na tarde deste domingo (31), por volta das 17 horas. Ele recebeu alvará de soltura mediante fiança, concedido pela Justiça", informou a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) por meio de nota.

O empresário dirigia um Audi RS6 quando bateu em alta velocidade contra Frederico, no bairro Vila Paris, região centro-sul de BH. Com o impacto, a vítima foi lançada contra outro veículo, uma Fiorino. Segundo a polícia, outros dois carros foram atingidos na batida.

Inicialmente, a vítima foi atendida por um médico que passava pelo local e depois foi levada para o hospital, onde foram constatadas lesões na coluna cervical. O condutor da Fiorino se feriu levemente e dispensou atendimento médico.

Empresário

Segundo a Polícia Militar, Rodrigo Werneck Gutierrez estava embriagado e se negou a fazer o teste do bafômetro, assinar o teste de recusa e a fornecer informações como o endereço de residência.

Antes da chegada da PM, o empresário tentou fugir, mas foi contido por testemunhas que estavam no local. Ele foi orientado por advogados a não dar detalhes do acidente.

Últimas