Minas Gerais MST entra na Justiça para impedir despejo de ocupação no Sul de MG

MST entra na Justiça para impedir despejo de ocupação no Sul de MG

Movimento quer barrar despejo de ocupação que já dura 22 anos; Governo de Minas entrou com pedido de suspensão da ação, mas sem sucesso 

  • Minas Gerais | Célio Ribeiro*, do R7

Integrantes do MST protestam contra despejo no Sul de Minas

Integrantes do MST protestam contra despejo no Sul de Minas

Reprodução / Twitter

O MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) entrou com um pedido no STJ (Superior Tribunal de Justiça) pedindo a reversão da ordem judicial de reintegração de posse de um terreno em Campo do Meio, a 315 km de Belo Horizonte.

Integrantes do MST ocupam parte da Fazenda Adrianópolis desde 1998. O acampamento dos sem-terra fica no entorno da antiga Usina Ariadnópolis, que faliu em 1996.

Reintegração

De acordo com o Movimento, a operação começado na madrugada da última quarta-feira (12), com a participação de centenas de viaturas, policiais, drones e um helicóptero, que cercaram o local.

Veja: Moradores de ocupação são removidos pela PM em BH

A liderança do MST acusa os oficiais de terem agido com truculência e de estarem "atormentando a vida dos moradores" desde o fim de julho. Em resposta, a PMMG afirmou que a operação foi planejada de forma que a vida dos envolvidos fosse preservada. Segundo a corporação, as famílias estão sendo realocadas pela Prefeitura de Campo Belo.

Pelo Twitter, o governador Romeu Zema (Novo) afirmou que a Sedese (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social) encaminhou um pedido de suspensão da reintegração de posse até o fim da pandemia mas, segundo o governador, o pedido foi recusado.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Flavia Martins y Miguel

Últimas